Umuarama

Aeroporto Regional de Umuarama já opera com Estação de Coordenação Aeronáutica

Cindacta havia interditado o serviço por descumprimento de padrões de segurança

O Aeroporto Regional de Umuarama conquisto sua Estação de Coordenação Aeronáutica e agora terá uma frequência de dio específica e exclusiva para suas operações. recurso é fundamental para oferecer informações e apoio nas operações de pouso e decolagem realizadas por aeronaves comerciais, particulares e militares.

O restabelecimento da FCA (Frequência para Coordenação entre Aeronaves) foi comemorado, pois o Cindacta (Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo) havia retirado a autorização de funcionamento no início de 2023, quando o aeroporto local era administrado por uma empresa de Brasília. “O Cindacta cassou a homologação pelo fato de a empresa não ter mantido os padrões rigorosos de controle exigidos, além de que essa empresa não estava pagando as taxas devidas”, afirmou o secretário Edvaldo Ceranto Junior (Industria, Comércio e Inovação).

Ceranto detalha que agora existe uma Frequência de Coordenação Aeronáutica específica oficial para comunicação das aeronaves no espaço aéreo de Umuarama, monitorada pelo Cindacta em Curitiba. Isso significa mais segurança nos voos, nas telecomunicações aeronáuticas, nas informações e alertas de apoio à navegação aérea. Já devidamente homologado, o recebimento de planos de voo por Instrumentos foi reiniciado já nesta semana e agora as empresas aéreas e os voos podem ter mais informações sobre as condições da pista.

EPTA

Segundo o Diretor Aeroportuário Geraldo de Assis Portella Junior, o aeroporto agora dispõe de uma EPTA (Estação Prestadora de Serviços de Telecomunicações Aeronáuticas Automática) – Categoria D e também de uma FCA e com isso é possível passar com precisão aos pilotos as condições meteorológicas de Umuarama, por exemplo, para que possam realizar pousos e decolagens via instrumentos. “Temos os equipamentos e projetos necessários à implantação, homologação e manutenção da estação”, indicou.

Voos por instrumentos

A empresa especializada de engenharia contratada pelo município para o fornecimento, instalação e homologação de dois conjuntos completos de equipamentos de auxílio à navegação aérea, o chamado Papi (Precision Approach Path Indicator / Indicador de Rampa de Aproximação e Precisão), já concluiu o trabalho.

O próximo passo, agora, é aguardar a liberação da Declaração de Conformidade Inicial (DCI), feita pela Anac por meio do Cindacta. “O documento deve ser entregue até o final de fevereiro e, desta forma, o Aeroporto Regional Orlando de Carvalho terá cumprido a última exigência para a operação de aeronaves de médio porte, como o avião ATR 72-600.

  • Fotos: Arquivo/Divulgação

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio

Jornal Milênio

Portal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.