Eventos

Show Rural bate recorde de visitantes e movimenta R$ 5 bilhões

Empresários do agronegócio demonstram confiança no setor para os próximos anos

O Show Rural de Cascavel – maior feira de agropecuária do Paraná – bateu recorde de público: 384.122 visitantes. É o maior público em cinco dias desde 1998, quando ela foi criada. Foram movimentados R$ 5 bilhões em negócios (financiamentos, contratos, parcerias e compras) para modernização do campo e dos sistemas de produção.

Os resultados do evento foram apresentados sexta-feira (10) pelo presidente da Coopavel, Dilvo Grolli. Ele também anunciou a data da próxima edição: de 5 a 9 de fevereiro de 2024.

“Os resultados alcançados mostram a força do agronegócio e a confiança dos produtores rurais em uma cadeia produtiva fundamental para o Brasil e para o mundo”, disse Grolli. Segundo ele, foram quase 100 mil pessoas a mais do que o maior público até então, em 2020, com 298.910 pessoas.

Experiências com cultivares.

O Governo do Paraná é um dos principais apoiadores da feira. Empresas públicas levam estandes ao local para intensificar o diálogo com segmentos da economia e técnicos do Sistema Estadual de Agricultura (Seagri), composto por Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater (IDR-Paraná) e Centrais de Abastecimento do Paraná (Ceasa), participam de mesas redondas e apresentações sobre inovações no agronegócio.

O governador Ratinho Junior visitou o espaço na quarta e na quinta. Ele participou do lançamento de programas, entrega de investimentos a cooperativas e produtores rurais, discussões técnicas e assinaturas de novos convênios. Segundo ele, os investimentos constantes do setor em plantas industriais e na modernização do cultivo das lavouras, dentro do sistema cooperativista, aliado às políticas do Governo do Estado voltadas ao agronegócio e infraestrutura formam um modelo ideal para a continuidade do crescimento da economia do Paraná.

Governador Ratinho Junior e o secretário Norberto Ortigara visitaram o evento. 

Na quarta, ele participou da liberação de cerca de R$ 240 milhões do BRDE em contratos com cooperativas, produtores rurais, empresas e com a prefeitura de Cascavel. As contratações das cooperativas Coasul, Copagril, Copacol e Frimesa, das empresas Transvale, Sul América, Pluma Agro, Usina Weidmann, Irmãos Krefta, Agro Diferencial, Pisossul, 3DI Engenharia e JE Construtora, além de produtores rurais, somam aproximadamente R$ 150 milhões, além de investimentos para a prefeitura de Cascavel adquirir ônibus elétricos.

Ele também anunciou a liberação da transferência de R$ 238 milhões em créditos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para a construção de novas usinas de energia renovável no Paraná. Os recursos fazem parte do crédito acumulado por sete cooperativas agroindustriais do Estado e serão utilizados pelos cooperados para a instalação de 409 usinas de energia solar e de biomassa em todo o Estado.

Ainda na quarta, expandiu as ações do Banco de Alimentos Comida Boa no Oeste, liberou a construção de uma escola e autorizou contratos de financiamentos de produtores rurais do Oeste do Paraná com o Banco do Brasil e a cooperativa de crédito Cresol, dentro do RenovaPR.

Demonstração tecnológica na produção de alimentos.

Na quinta, ele participou de uma reunião temática sobre gripe aviária. O Governo do Paraná estuda a viabilidade de formar um bloco com os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul para proteger os produtores rurais de eventuais problemas sanitários decorrentes de possíveis casos que possam ocorrer em outras regiões do País. A estratégia foi discutida com membros do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar). Ele também entregou tratores e painéis solares a produtores que contaram com apoio do Estado.

Empresários do agro investiram alto em maquinários e equipamentos.

O Estado também firmou um acordo com a multinacional de consultoria e tecnologia Indra Minsait para a instalação, no Paraná, do Digital Innovation Hub, um centro de capacitação de mão de obra na área de Tecnologia da Informação; lançou a governança da Agência de Desenvolvimento Regional Sustentável e de Inovação (Ageuni) da Unioeste, e aplicativos para melhorar as vendas das agroindústrias familiares; firmou parcerias para alimentação saudável; e o BRDE apresentou a nova edição do BRDE Labs.

  • Fonte: AEN

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio

Jornal Milênio

Portal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.