Policial

Realizada nova série de destruições de portos clandestinos no Lago de Itaipu

Ação integrada tenta frear rotas do tráfico e contrabando na região

Entres os dias 10 e 15 de abril uma força-tarefa integrada pela Polícia Federal, Exército Brasileiro, Polícia Militar (BPFron), Policia Civil (TIGRE) e PMMS explodiu portos clandestinos usados para o tráfico internacional de drogas e armas, além do contrabando, na região de fronteira com do Brasil com o Paraguai. Os trabalhos se concentraram na região de Guaíra, e em seu total foram destruídos 12 pontos.

Esta foi a 8ª edição da Operação Importunus, desde 2021 visando a retomada destes pontos estratégicos, complementando uma série de táticas especiais aplicadas através da convergência de propósitos das forças de segurança locais em estancar a capacidade logística das organizações criminosas da região.

Foram implodidos portos e trilhas na mata.

O trabalho contemplou o levantamento georreferenciado e a destruição de áreas utilizadas pela criminalidade através de rotas fluviais no Lago de Itaipu para a prática de tráfico de drogas, tráfico de armas, contrabando e descaminho, onde se estima que 80% das mercadorias ilegais que saem do Paraguai chegam ao Brasil por meio da água, principalmente pelo Lago de Itaipu, que possui uma extensão de margem de quase 1.500 km entre os países.

Fazem parte do Programa Guardiões da Fronteira e também desta operação interagências equipes da Polícia Federal, Polícia Militar (BPFRON e BOPE), Polícia Civil  (TIGRE e GOA) e Exército Brasileiro, com apoio da CGFRON/SENASP/MJSP.

  • Assessoria 

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio

Jornal Milênio

Portal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.