Veículos

Rally dos Sertões percorre rota de mais de 7.200 quilômetros

Em Umuarama, ponto de chegada foi no Lago Aratimbó. Pilotos e equipes se concentraram no Parque Exposição

O Rally dos Sertões – que teve largada em Foz do Iguaçu e já passou por Umuarama neste final de semana e seguiu para Presidente Prudente (SP) está percorrendo um percurso total de 7.202 quilômetros no período de 15 dias. O final da rota será em Salinópolis (PA), no dia 10 de setembro.

Segundo os organizadores, são 60% especiais de trecho cronometrado, mais de 180 veículos participantes incluindo 59 motos, 84 UTV’s, 40 carros e 1 quadriciclo. Ou seja, 55 equipes representando 18 estados mais o Distrito Federal, totalizando 308 competidores brasileiros e de outros sete países.

Chegada dos pilotos no Lago Aratimbó.

Rota em 8 países

Neste ano, a  30ª edição do Rally dos Sertões vai homenagear o Bicentenário da Independência do Brasil. Partiu de Foz do Iguaçu (PR), em 26 de agosto, e chegando em Salinópolis (PA), dia 10 de setembro, a competição vai durar 15 dias, o dobro do tradicional, e cruzar as cinco regiões do Brasil, passando por 8 estados (Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Piauí, Maranhão e Pará).

Prova em estrada de terra – Serra dos Dourados.

Estrutura

Para dar suporte para o maior rally do planeta é preciso uma grande estrutura. A Caravana Sertões conta com 1.500 profissionais, 120 voluntários, 5 aeronaves (dois aviões de monitoramento e três helicópteros). A prova também dispõe de uma equipe médica composta por 33 profissionais, carreta médica equipada com ultrassom, raio x e 5 leitos, 2 UTI’s aéreas (helicópteros) e duas terrestres (veículos 4×4).

Como o próprio nome diz, o certame terá como cenário os lugares mais espetaculares do Brasil, como Cerrado, Caatinga, além de Pantanal, Mata Atlântica e Amazônia.

Ações solidárias 

O BRB Sertões 30 anos ainda conta com o projeto SAS Brasil (Saúde e Alegria no Sertões), premiado internacionalmente como empreendedor social do ano no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça; e no World Summit Award 2021, recebeu o prêmio internacional com o projeto Saúde da Mulher, selecionado entre mais de 290 indicações de 182 países.

A meta este ano é beneficiar cerca de 16 mil pessoas, nas cinco regiões pelas quais vai passar e zerar as filas de espera do SUS para as especialidades: odontologia, oftalmologia, nutrição e saúde mental para crianças. Para adultos: ginecologia, dermatologia, cardiologia, entre outras especialidades. Em algumas cidades haverá ainda capacitação de profissionais de saúde da região.

Sistema eletrônico digital de rota e cronometria.

Além disso, existe o projeto Sertões Carbono Zero, em que toda a caravana terá suas emissões compensadas, via parceria com uma empresa especializada. Isso porque os projetos de crédito de carbono certificados servem para manter a subsistência e preservação de fauna, flora e biomas.

  • Editoria Milênio/Assessoria
  • Imagens: Asaff Saab de Souza/Márcio Aurélio

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio

Jornal Milênio

Portal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.