Policial

Polícia prendeu suspeitos de integrar quadrilha de piratas do asfalto

Elementos disfarçavam de policiais para agir nas rodovias

Policiais civis e militares prenderam 8 elementos durante uma operação deflagrada na manhã desta sexta-feira (1), nos municípios de Umuarama e Maria Helena. A ação envolveu mais de 50 agentes e visou integrantes de uma organização criminosa ligada a diversos crimes, entre eles, de atacar e roubar pessoas que transitam por rodovias da região.

Entre os elementos presos estão suspeitos de participação em uma quadrilha de piratas de asfalto que age na região atacando compristas que retornam do Paraguai e até mesmo contrabandistas de mercadorias e produtos eletrônicos. O delegado Leonardo Martinez, da 7ª Subdivisão Policial de Umuarama, disse que as prisões e objetos apreendidos serão fundamentais ao andamento investigações. A suspeita é que alguns sejam comparsas de três homens abordados pela Polícia Militar de Maringá, no início de agosto. Na ação ocorrida no centro da cidade, um indivíduo de 27 anos e outro de 21  foram baleados e morreram. Outro de 37 foi preso, e dois veículos apreendidos. Segundo a Polícia Civil, eles haviam alugado uma casa e já estavam sendo monitorados.

Operação Corsário 2

Na segunda fase da operação chamada de Corsário, as equipes policiais cumpriram 11 mandados de busca e apreensão nas residências dos suspeitos. Foram apreendidas 4 armas de fogo, 3 réplicas de armas de fogo, 30 munições, 580 gramas de cocaína, 275 gramas de maconha e 35 caixas de cigarros, celulares, 2 rádios comunicadores, fardamento e equipamento tático e R$ 13,7 mil.

Seis pessoas foram detidas em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, organização criminosa, posse ilegal de arma de fogo e posse de arma de uso restrito e permitido. Dois indivíduos foram presos em razão de mandados de prisão preventiva.

Os suspeitos são investigados por diversos crimes. Eles atuavam no roubo de cargas provenientes do contrabando e descaminho, além de abordagens a civis que trafegam pelas rodovias da região. Os criminosos ainda contavam com equipamento que identificava rastreadores em meio às cargas, conhecido como “vassoura”, bem como rádios comunicadores.

Denúncias

A PCPR solicita a colaboração da população com informações que auxiliem no andamento das investigações. As denúncias podem ser feitas de forma anônima, pelos números 197, da PCPR ou 181 do Disque-Denúncia.

  • Editoria Milênio
  • Foto: PCPR

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio

Jornal Milênio

Portal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.