Policial

Polícia Federal combate organização de cigarreiros em Umuarama

Policiais rodoviários foram presos suspeitos de participação no esquema

A Polícia Federal deflagrou, na manhã des quinta-feira (20), a Operação EFFUSUS, com o objetivo de desarticular organização criminosa que vinha atuando na importação, transporte, depósito e comercialização de cigarros contrabandeados na região de fronteira do Brasil com o Paraguai.

A ação – que contou com o auxílio da Corregedoria da Polícia Militar do Estado do Paraná – mobilizou cerca de 100 policiais federais e militares que cumprem 27 mandados judiciais expedidos pela 1ª Vara Federal de Umuarama, sendo 20 de busca e apreensão e 7 de prisão preventiva. As ordens foram cumpridas nas cidades de Umuarama, Cruzeiro do Oeste, Paranavaí, Tamboara e Diamante do Norte.

Investigação

A investigação perdurou por aproximadamente 7 meses e durante este período a Polícia Federal conseguiu identificar e vincular inúmeros carregamentos de cigarros paraguaios com as atividades da organização criminosa.

Núcleo em Umuarama

O núcleo duro da organização criminosa se baseava em Umuarama, onde residiam os principais líderes e operacionais do grupo. Eles eram responsáveis por internalizar o cigarro do Paraguai e armazená-los em galpões espalhados pela cidade, os quais funcionavam como uma espécie de entreposto logístico e operacional do grupo. Após alguns dias nestes depósitos, os carregamentos eram então enviados para os grandes centros do País.

Empresas de fachada

Além do núcleo logístico e operacional, o grupo contava também com um braço financeiro, composto por empresas de fachada que eram utilizadas tanto para a lavagem de ativos provenientes das atividades de contrabando em si, como para o registro e transferência dos veículos empregados no transporte dos carregamentos.

Propina a policiais

O grupo contava, ainda, com um esquema de pagamento de propina a agentes públicos de segurança para que os carregamentos de cigarro e respectivos batedores não fossem abordados em pelo menos 3  Postos Operacionais da Polícia Rodoviária Estadual, de modo a garantir que as mercadorias contrabandeadas fossem facilmente transportadas pelas rodovias do Estado. Dos 7 mandados de prisão, 6 deles foram cumpridos, incluindo dois policiais rodoviários que atuavam na região de Umuarama. Um suspeito não foi localizado.

Além dos mandados de busca e de prisão preventiva, com o objetivo de descapitalizar a organização criminosa, foi determinado o sequestro de bens móveis e imóveis ligados a 10 investigados, bem como o bloqueio de contas em nome das pessoas físicas e jurídicas vinculadas, em especial dos líderes, que ostentavam patrimônio significativo, com o objetivo de impedir que o grupo volte a atuar, bem como assegurar o ressarcimento dos prejuízos causados por sua atuação.

  • Fonte: PF

 

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio

Jornal Milênio

Portal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.