Policial

Polícia Civil concluiu inquérito das mortes do médico Renan e de Alexan Carlos

Acusado foi indiciado por homicídios qualificados e ocultação de cadáveres

A Polícia Civil de Umuarama informou nesta sexta-feira (3) que o inquérito policial que apura a morte das vítimas Renan dos Santos Tortajada, 35 e Alexan Carlos de Goes, 44 anos foi concluído e enviado à Justiça. As investigações prosseguem no sentido de identificar novas e possíveis vítimas do mesmo autor.

Indiciamento

De acordo com o Delegado-Chefe da 7ª Subdivisão Policial de Umuarama, Gabriel Menezes, o investigado Guilherme da Costa Alves, 26, foi indiciado pelos crimes de homicídio qualificado (duas vezes), ocultação de cadáver (duas vezes) e furto (por duas vezes). Isto, tendo em vista a subtração do automóvel de Renan Tartajada (um Honda Civic) e valores em dinheiro de Alexan de Goes, a ‘Sabrina Monteiro’.

O corpo do médico Renan Tartajada foi encontrado no dia 19 de fevereiro, enterrado no Bosque Uirapuru – lateral do muro do estádio municipal. O corpo do Alexan estava na estrada rural Bordini, em Maria Helena e foi achado por um morador da região na noite de 18 de fevereiro. Os dois teriam sido atacados a pedradas e pauladas, segundo confissão do investigado preso.

Inquérito 

O investigado Guilherme da Costa Alves.

Conforme o delegado, a conclusão do caso ocorreu para atender a lei processual penal, que prevê a conclusão do inquérito em 10 dias no caso de decretação de prisão preventiva. Segundo o policial, isso não impende, contudo, a continuidade das diligências pela Polícia Civil para apuração de outras circunstâncias envolvendo o crime.

“Caso novos fatos sejam apurados em decorrência da continuidade dessas investigações, as provas serão encaminhadas ao Ministério Público e Poder Judiciário, os quais poderão, a partir desses outros elementos, formar nova opinião quanto a capitulação jurídica dos crimes”, explicou.

Outras duas mortes

Carro do médico foi localizado com o homicida.

Quanto aos outros dois corpos encontrados nos dias seguintes – e que teriam sido vítimas do mesmo suspeito – foi instaurado um inquérito policial distinto para cada morte. Esses procedimentos não possuem prazo definido para conclusão, uma vez que não há prisão cautelar expedido no bojo dessas investigações. Apesar da grande repercussão, todos os casos estão tramitando sob sigilo.

Os dois corpos também foram localizados por indicação do investigado Guilherme Alves. A Polícia Civil investiga se eles são dos desaparecidos Everton Josimar de Oliveira, 36 anos (desde o dia 9 de janeiro de 2023), e de Fernandes Nunes de Araújo, 50 anos (desde o dia 11 de fevereiro de 2023). O corpo que pode ser de Everton estava enterrado no Bosque Uirapuru e o de Fernandes, jogado em uma estrada rural na continuidade da Avenida Ângelo Moreira da Fonseca – Norte.

As duas vítimas residiam no município de Umuarama e os desaparecimentos ocorreram e foram registrados também nesta cidade.

  • Editoria Milênio 
  • Fotos: Divulgação

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio

Jornal Milênio

Portal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.