Regional

PF apreende embarcações que faziam extração ilegal de areia no Rio Paraná

Empresa é suspeita de atuar ilegalmente na atividade

A Polícia Federal realizou na manhã desta quinta-feira, dia 26 de julho, uma ação para reprimir a extração ilegal de areia no Rio Paraná, região de Guaíra. Houve prisão de uma pessoa, apreensão de embarcações e de material extraído.

A equipe policial realizou a fiscalização em uma embarcação que estava atuando fora da área de licenciamento, realizando extração de areia no momento da abordagem. Foi solicitado aos integrantes da embarcação que desligassem as máquinas e a deslocassem para a margem do rio, para averiguação.

Dentro da balsa foram contabilizados aproximadamente 300 metros cúbicos de areia. Segundo a tripulação, a extração de areia naquela área já ocorria há mais de um ano, mas que o dono da empresa alegava que teria autorização para a exploração.

Ao chegar à sede da empresa, os policias encontraram aproximadamente mais 12 mil metros cúbicos de areia, os quais, segundo informações, teriam sido extraídas do mesmo local onde ocorreu a abordagem policial.

Na ação uma pessoa foi presa em flagrante, sendo apreendidas duas balsas e aproximadamente 13 mil metros cúbicos de areia, que teriam sido extraídos de locais sem licença para atuação.

A extração ilegal de areia configura o crime de usurpação de bens da União, cuja pena máxima é de até 5 anos de prisão.

  • Assessoria 

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio

Jornal Milênio

Portal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.