Regional

Operação combate importação irregular de agrotóxicos na região

Grupo teria movimentado R$ 90 milhões em 11 anos

A Polícia Federal deflagrou na manhã deste dia 30 de maio, a ‘Operação Gaia’ na região de fronteira do Brasil com o Paraguai. O trabalho visa reprimir os crimes de importação irregular de agrotóxicos, descaminho, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Foram mobilizados mais de 50 policiais federais para o cumprimento de 12 mandados de busca e 4 mandados de prisão preventiva, nas cidades de Terra Roxa, Guaíra, Quatro Pontes e Palotina. Entre as apreensões já divulgadas estão veículos, armas e munições.

Durante as investigações foi constatado que a organização criminosa movimentou cerca de R$ 90 milhões entre os anos de 2009 a 2020. A operação é comandada pelo delegado Ronaldo Vieira.

As atividades delituosas promoveram forte enriquecimento dos líderes da organização, permitindo a compra de imóveis, automóveis, dentre outros bens de elevado valor. Deste modo, além dos mandados de busca e apreensão, de de prisão preventiva, a operação tem como objetivo descapitalizar o grupo com a apreensão de bens e bloqueio de contas bancárias utilizadas por seus integrantes.

Danos

Vale destacar que os agrotóxicos ilegais, que entram clandestinamente em território brasileiro, não possuem registro na Anvisa e contribuem para o aumento de riscos de intoxicação humana e contaminação ambiental, além de prejudicarem a livre concorrência com as empresas que comercializam os produtos licitamente.

As penas dos crimes investigados, somadas, podem chegar a mais de 26 anos de prisão. A palavra GAIA tem origem grega, sendo o nome dado a Deusa do Planeta Terra, sendo considerada a mãe-terra.

  • Assessoria
  • Imagens: PF.

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio

Jornal Milênio

Portal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.