Saúde

Hospital Cemil sediou mutirão gratuito de colonoscopia para diagnóstico de doenças intestinais

Projeto de parceria e profissionais médicos voluntários

Atualmente existe um grande número de pacientes na fila do Sistema Único de Saúde (SUS) a espera de um exame de colonoscopia em Umuarama e região. O exame faz o diagnóstico de doenças como Retocolite Ulcerativa e Doença de Crohn, além de outras Doenças Inflamatórias Intestinais – DIIs. Sintomas como diarreia, presença de muco e sangue nas fezes, dor abdominal (cólica) e perda de peso podem ser sinais de doenças intestinais, que precisam ser investigadas através deste exame.
Para ajuda a diminuir uma espera que pode ser decisiva no tratamento de doenças graves, a direção da Associação Beneficente São Francisco de Assis – Hospital Cemil, através do Serviço de Diagnóstico e Cirurgia do Aparelho Digestivo, firmou parceria com o GEDIIB (Organização Brasileira de Doença de Crohn e Colite) e sediou, no último sábado, um mutirão que ofertou 20 exames de colonoscopia a pacientes do SUS que estavam na fila de espera.
Os pacientes selecionados tem idade entre 16 e 63 anos e apresentam sintomas indicativos ao exame. “Como instituição filantrópica, o Cemil apoia iniciativas que promovam impacto positivo na saúde e bem-estar da nossa comunidade. A vinda deste projeto foi organizado pela médica Alessandra Vicentini Credidio Brasileiro, do serviço de Endoscopia e Colonoscopia aqui do Cemil e prontamente apoiado por toda direção e corpo clínico do hospital”, disse o superintendente do Hospital Cemil, Dr. João Jorge Hellú.


Para o mutirão, a Dra. Alessandra Brasileiro, que é especialista em Coloproctologia há 12 anos e responsável pela Estadual do Paraná (interior) do GEDIIB, teve a colaboração dos renomados colegas, Dra. Eloa Marussi Morsoletto, gastroenterologista e endoscopista e coordenadora da comissão de endoscopia digestiva do Gediib e Dr. André Marussi Morsoletto, faz parte do projeto de diagnóstico precoce de doenças digestivas, que atinge todo o território brasileiro e vem sendo realizado desde 2018, com grande sucesso em seus objetivos.
“Estamos muito felizes em receber esse projeto aqui no Hospital Cemil. Agradecemos o apoio da direção, ao GEDIIB, especialmente aos colegas Dra. Eloa e Dr. André por se disponibilizarem a vir até Umuarama e atender com tanta atenção e carinho os nossos pacientes”, disse a Dra. Alessandra.
Segundo a médica, o objetivo é que sejam realizadas outras edições do projeto em breve. “O diagnóstico precoce é decisivo no tratamento de muitas doenças gastrointestinais e o nosso objetivo é contribuir para diminuir cada vez mais essa fila de espera”, afirmou.

Projeto pioneiro
O GEDIIB (Organização Brasileira de Doença de Crohn e Colite) realiza projetos e ações em todo o território nacional para o diagnóstico e tratamento precoce de doenças intestinais em parceria com hospitais e outras instituições de saúde. Também realiza amplas campanhas para a divulgação e esclarecimento à população sobre a importância do diagnóstico precoce das doenças intestinais, sintomas de alerta e também formas de prevenção, como o incentivo a rotinas que incluam exercícios, alimentação saudável, cuidados com a saúde e o bem-estar.

  • Assessoria de Comunicação 
  • Fotos: Divulgação

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio

Jornal Milênio

Portal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.