Regional

Em Tuneiras do Oeste, jovem indígena é suspeito de manter adolescente grávida em cárcere privado

Acusado deverá ser enquadrado na lei dos brancos

Um jovem indígena de 20 anos foi preso na cidade de Tuneiras do Oeste na última sexta-feira, 11 de agosto. Ele é considerado suspeito pela polícia de manter uma adolescente de 16 anos – grávida, em situação de cárcere privado em um ambiente de condições precárias, e sem alimentação adequada.

Segundo a polícia, no imóvel não havia energia elétrica, água, encanada, fogão e alimentação. O jovem é suspeito de agredir a vítima de forma física e psicológica. Ele ainda, na tarde anterior, teria ameaçado de morte conselheiros tutelares da cidade de Tuneiras do Oeste.

Em nota divulgada, a polícia informou que a vítima, mesmo morando há meses na cidade, ainda enfrenta dificuldades para se comunicar em português, devido à situação de cárcere privado e proibição de contato com o mundo exterior.

Ainda conforme explicado, o rapaz foi autuado como “cidadão comum, tendo em vista que foi constatado que ele se encontra totalmente integrado na sociedade, comunicando-se muito bem em português, trabalhando em uma indústria alimentícia da região”, informou a nota.

Durante os procedimentos para prisão em flagrante na Delegacia de Polícia Civil, o jovem fugiu pulando o muro, mas foi capturado por uma equipe da Polícia Militar que realizava ronda pela cidade.

  • Editoria Milênio 
  • Fotos: Polícia Civil

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio

Jornal Milênio

Portal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.