Policial

Avião suspeito é incendiado em Tuneiras do Oeste

Aeronave transportava quase 11 quilos de cocaína

Um avião monomotor modelo PA-28 transportando cocaína pousou em uma pista de terra na zona rural entre  Tuneiras do Oeste e Tapejara (a 50 km de Umuarama) e foi incendiado. O fato aconteceu por volta das 8h desta terça-feira (4), e um homem foi preso sob suspeita de auxiliar na recuperação da droga.

A aeronave considerada suspeita entrou no espaço aéreo brasileiro sem autorização e plano de voo. As aeronaves de defesa aérea A-29 Super Tucano e o avião radar E-99, da FAB, foram empregados para monitorar o avião. A ação aconteceu no contexto da Operação Ágata Conjunta Sul, desenvolvida pela Força Aérea Brasileira (FAB).

Os pilotos de defesa aérea seguiram o protocolo das medidas de policiamento do espaço aéreo brasileiro. Nesse momento, a aeronave foi classificada como suspeita, conforme previsto no Decreto 5.144, de 16 de julho de 2004.

Na sequência, o piloto da aeronave suspeita pousou em uma pista no município de Tuneiras do Oeste. Logo em seguida, o avião foi incendiado pelo próprio piloto, que se evadiu do local antes da chegada dos agentes policiais. Uma hora depois, equipes da Polícia Militar prenderam um homem que seria irmão de outro que estava com um veículo Hyundai Tucson nas proximidades, e apreendeu 10,9 quilos de cocaína. Toda a operação foi realizada em coordenação com a Polícia Federal, com apoio da Polícia Militar do Paraná.

Pista usada para o pouso.

Operação Ágata Conjunta Sul

A Operação Ágata Conjunta Sul é a maior ação de combate aos crimes transfronteiriços, em 2023. No terreno, desde o dia 1º de julho, a Operação é desencadeada na região Sul do Brasil – Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Avião Radar-99

A ação é um trabalho interagências, coordenada pelo Ministério da Defesa, e com a atuação da Força Aérea Brasileira, da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, da Receita Federal, da ABIN, do IBAMA, da Anvisa, do ICMBio, da ANATEL, das Secretarias de Segurança Pública/Polícias Militares/ Polícias Civis/ Corpo de Bombeiros Militares e das Secretarias de Agricultura dos Estados da Região Sul do País, bem como de outros órgãos de fiscalização federais, estaduais e municipais.

A iniciativa tem como objetivo a realização de ações preventivas e repressivas, na fronteira terrestre e marítima, contra delitos transfronteiriços e ambientais em coordenação com órgãos de segurança e de fiscalização federais e estaduais.

  • Fonte: COMAE
  • Fotos: FAB/PF

Leave a Response

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio

Jornal Milênio

Portal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.