Educação

Aula ambiental para alunos no aterro sanitário de Umuarama

Local recebe 80 toneladas de lixo por dia

Alunos do 5º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Senador Souza Naves conheceram esta semana detalhes do funcionamento do aterro sanitário, que recebe diariamente mais de 80 toneladas de lixo, coletadas em todas as ruas e bairros de Umuarama (sede e distritos).

Os alunos foram divididos em dois grupos – pela manhã a visita foi feita pelo 5º ano A e à tarde pelo 5º B, sob a supervisão da professora de Ciências, Gisele Sapatini, e da diretora do Souza Naves, Carolina Martins Ferreira. Os grupos conheceram as células de deposição de resíduos orgânicos, volumosos, da construção civil, de corte e poda de árvores e também a reciclagem, executada pelos associados da Cooperativa dos Trabalhadores na Reciclagem de Resíduos de Umuarama (Cooperuma).

Na visita os alunos se depararam com um bando de araçaris castanhos – uma espécie de tucano que se alimenta de frutos e insetos. “A condição ambiental do aterro é boa e as árvores mantidas no seu entorno atraem muitas aves”, completou o secretário, destacando que as visitas são importantes não apenas para os alunos, como também para o município. No período da tarde (foto abaixo) os alunos foram conduzidos pelo professor Júlio Cezar de Oliveira e pela coordenadora da escola, Crislaine Aparecida Pizzi.

Grande quantidade de lixo

“É um volume bem expressivo, que demanda muitos cuidados e trabalho com o manejo, a destinação correta dos resíduos e a preservação do ambiente”, disse a chefe da Divisão de Atero Sanitário, Rafaela Moreira, que conduziu as visitas.

Rafaela destacou que é importante conhecer para preservar. “A educação ambiental é fundamental para os alunos e a comunidade entenderem que a separação de materiais recicláveis do lixo orgânico ajuda a aumentar a via útil do aterro”, apontou.

A célula de armazenamento atual, que começou a ser utilizada em 2017, tem sua vida útil estimada para pelo menos mais ano. Por isso, o município já prepara a construção de uma nova célula. “A produção de lixo aumenta praticamente a cada dia. Por isso, é muito importante que a população ajude a cuidar do aterro colocando para a coleta diária apenas os resíduos orgânicos. Os recicláveis devem ser separados adequadamente e colocados para a coleta específica, que é semanal”, reforçou o secretário do Meio Ambiente, Rubens Sampaio.

  • Assessoria

 

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.