Umuarama

Parcela do 13º injeta R$ 5,3 milhões no comércio de Umuarama

Maior volume de recursos vai para o pessoal da educação

Aproximadamente R$ 5,3 milhões serão injetados na economia de Umuarama a partir da próxima sexta-feira (10), quando os 2.933 servidores do município receberão a primeira parcela do 13º salário. O pagamento foi antecipado por determinação do prefeito Hermes Pimentel, graças à disponibilidade de recursos no caixa da Prefeitura.

“Com a arrecadação em bom nível, os repasses obrigatórios em dia e o nosso planejamento orçamentário, decidimos antecipar a primeira parcela do benefício – que normalmente seria paga no dia 20”, acrescentou Pimentel, embora o prazo para o município depositar o dinheiro na conta do servidor se estenda até novembro.

O prefeito atribuiu a boa arrecadação à credibilidade que a gestão tem frente aos contribuintes. “A população vê que os recursos públicos estão sendo bem aplicados nas áreas prioritárias, que são a saúde, a educação, a infraestrutura e a assistência social. Por isso tem pago seus tributos em dia e tudo isso reverte em benefícios para todos”, completou.

O montante a ser depositado nas contas dos servidores soma exatamente R$ 5.279.103,37. O maior volume vai para os 1.411 trabalhadores da área de educação, seguida pelo pessoal do Paço Municipal (870) e da saúde (618). O diretor de Recursos Humanos do município, Alexandre Faker Ribeiro, lembra que a primeira parcela do 13º chega sem os descontos de INSS e Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), que serão feitos na segunda parcela, prevista para 20 de dezembro.

Pagamento de contas

Em contato com os servidores, o diretor avalia que boa parte deve empregar o benefício no pagamento de contas. “Esse abono é um socorro para quem está um pouco endividado, especialmente com cartão de crédito e conta bancária. Mas alguns servidores planejam realizar investimentos e gastar com a aquisição de bens e serviços”, afirmou Alexandre Ribeiro.

Outros destinos prováveis são viagens, lazer e tratamentos de saúde, além de aplicações financeiras. “O ideal seria poupar o dinheiro para atividades bem planejadas, mas cada um tem suas necessidades e prioridades. O importante é que a maior parte dos recursos será gasta no comércio de Umuarama, aumentando as vendas e aquecendo a economia, acrescenta o prefeito.

“É um volume considerável que, com certeza, chega em boa hora para o servidor e para o comércio”, completou o prefeito, referindo-se à recuperação da economia após dois anos de sérias restrições financeiras em decorrência da pandemia de coronavírus.

  • Assessoria

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.