Eventos

Expo Umuarama 2022 registrou recorde de público

Pelo menos 282 mil pessoas visitaram a 47ª Expo Umuarama/20ª Internacional – de 10 a 20 de março. Um recorde histórico em quase cinco décadas do evento, afirmam os organizadores.

A informação foi divulgada na tarde desta terça-feira (22) pelo presidente da Sociedade Rural, Milton Gaiari, com base no levantamento de bilheterias, ocupação da arena de shows e rodeio e movimento nas principais vias do parque, registrado por câmeras de segurança.

A expectativa inicial da entidade era que de 180 a 200 mil pessoas passassem pelo parque Dario Pimenta da Nóbrega nos 11 dias de realização. “Tivemos uma grata surpresa, do tamanho da nossa alegria. Somos pura gratidão”, disse Gaiari.

Ele também anunciou que o volume de negócios movimentados durante a Feira também superou as projeções iniciais. Eram esperados em torno de R$ 50 milhões com a venda de animais, veículos, máquinas, implementos, alimentação, tecnologias e produtos agropecuários.

“Não dá para afirmar um número exato, porque além dos negócios fechados dentro da Exposição, tem ainda os que acabam acontecendo depois, ao longo das próximas semanas”, afirmou o presidente, estimando em cerca de R$ 60 milhões as negociações firmadas ou projetadas pelos mais de 240 expositores.

Segundo Gaiari, os leilões de gado ficaram dentro da expectativa e só não foram maiores em vendas porque os criadores enfrentam falta de pastagem nas fazendas, consequência da escassez de chuvas no verão, com risco de se agravar no inverno.

A edição 2022 da Expo Umuarama atraiu uma média de 26 mil visitantes por dia de realização. O pico de público foi na quarta-feira (16/3), com a abertura do Rodeio Profissional. Dos 11 dias de evento, 6 foram de entrada totalmente gratuita, novidade que, de acordo com Gaiari, deverá ser mantida na edição de 2023.

Público estava ansioso para grande evento.

A programação técnica também atraiu mais público que nas edições anteriores. Palestras, seminários e workshops estavam sempre com boa ocupação. O Encontro da Mulher Trabalhadora Rural atraiu quase 300 participantes de toda a região. Também houve mais gente passando pela Fazendinha e os pavilhões de animais de argola.

A Expo Umuarama marcou a retomada dos grandes eventos no Paraná, depois de quase dois anos de paralisação, devido a pandemia do novo coronavírus.

Baliza

Para a presidente da Sociedade Rural de Maringá, Maria Iraclézia de Araújo, a manutenção da data, neste mês de março, foi um ato de coragem da diretoria da Rural de Umuarama, que serve de baliza e dá tranquilidade para a realização de outros eventos, como a própria Expoingá, de 5 a 15 de maio, e a Expo Londrina, que inicia no próximo dia 1o de abril.

“O presidente Milton e toda a diretoria da Sociedade Rural de Umuarama estão de parabéns pela coragem e por marcar essa nova história das grandes exposições agropecuárias, comerciais e industriais. Depois do que vimos em Umuarama, com base no exemplo de vocês, nos sentimos mais seguros em trabalhar”, afirmou.

De acordo com Milton Gaiari, a Expo Umuarama deste ano tinha muito para dar errado, a começar pelo curto espaço de tempo dedicado aos preparativos da Feira.

“Uma organização normal leva pelo menos quatro meses. Desta vez, não passou de 25 dias. E aqui eu reforço a capacidade e a experiência da nossa equipe de trabalho. Todo mundo vestiu a camisa com a diretoria e contribuiu para esse sucesso histórico. Essa equipe é nota 10”, disse.

E acrescentou: “Na metade de fevereiro, sofríamos uma avalanche de críticas, por causa do aumento de casos de Covid. Mas nós víamos que embora realmente estava aumentando (o número de infectados), havia pouca gente internada. Víamos os resultados positivos da vacinação. Já não dava mais para esperar. As pessoas queriam sair de casa. O setor de eventos não aguentava mais a quebradeira. Quantas empresas tiveram que fechar as portas. E nós tínhamos o compromisso de fazer os shows e honrar o compromisso assumido com quem há havia comprado ingresso em 2020”.

A grade de shows da Expo Umuarama reuniu nomes como Gusttavo Lima, Henrique e Juliano, Maria Victória, Zé Neto e Cristiano, Maiara e Maraísa e Launa Prado. Segundo Gaiari, a programação artística de 2023 já começou a ser pensada e objetivo é seguir surpreendendo.

  • Assessoria

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.