Região

Incêndio em escola pode ter sido criminoso

Alunos deverão ser removidos a outro estabelecimento

Há suspeita de que o incêndio que destruiu parte da estrutura da Escola Municipal Rocha Pombo, em Cruzeiro do Oeste, seja de origem criminosa. As autoridades policiais vão investigar possível ação de vândalos.

A escola – localizada na Vila Brasil – foi atingida pelo fogo na madrugada desta segunda-feira (14). Bombeiros militares locais com apoio de uma guarnição do 5º SGBI de Umuarama foram acionados para ação de combate, mas as chamas já haviam destruído parte do estabelecimento de ensino. Foi constatado que uma das portas apresentava sinais de arrombamento, e na parede havia pichações com referências a uma facção criminosa.

Ficaram destruídas cinco salas de aula e os ambientes da diretoria e da secretaria. O pavilhão onde são realizadas oficinas de aprendizagem e o refeitório foram preservados. Uma avaliação do prédio deverá ser feita por profissional técnico e a prefeitura se mobiliza para recuperar a escola.

A Escola Rocha Pombo foi construída na Rua Belém, 59, nos anos 1960, e tinha matriculados 140 alunos. As aulas estão suspensas até uma alternativa de transferência provisória de estudantes e professores. A comunidade do bairro lamentou o fato e pais de alunos ficaram chocados com a ocorrência.

  • Editoria Milênio
  • Fotos: Reprodução

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.