Umuarama

A despedida de Dona Neiva Pavan Garcia, ex-vice Reitora da Unipar

Ao lado de Dr. Candinho, Dona Neiva ajudou na implantação da Unipar

Uma mulher inspiradora, símbolo da coragem, inteligência e potencial feminino. Essas são apenas algumas das características que representam a professora Neiva Pavan Machado Garcia.

Nesta segunda-feira (7), véspera do Dia Internacional da Mulher, chegou a hora do adeus à singularidade da Vice-Reitora Executiva da Universidade Paranaense – Unipar. Aos 79 anos, ela faleceu de complicações de um câncer, no hospital, na cidade de Umuarama, berço da Instituição.

“Mamãe lutou bravamente e trabalhou incansavelmente pela nossa família, mas também pelo crescimento da nossa querida Unipar. Jamais conseguiremos expressar em palavras o que representará a sua ausência em nosso meio… Ainda assim, com o meu coração em pedaços e já cheio de saudades, posso afirmar que os seus ensinamentos e o seu legado estarão conosco por todos os dias de nossas vidas, até que voltemos a nos encontrar”.

— Dr. Carlos Eduardo Garcia, Reitor da Unipar.

À frente da Unipar desde o início da década de 1970, ela e o marido Cândido Garcia (em memória) foram mentores do projeto de implantação da Unipar, entre as maiores e melhores instituições de ensino do Paraná. Neste comando, idealizou e fez acontecer inúmeros projetos importantes, que elevaram a Universidade Paranaense e consagraram a marca em posição de destaque no cenário da Educação em nível superior.

Saudade e um legado indelével é o que ficará dessa majestosa e apaixonada professora.

A direção da Unipar de Umuarama decretou luto oficial, com a suspensão das atividades na Unidade nesta terça-feira (8).

As informações sobre o velório e sepultamento ainda serão divulgadas pela família Garcia nas próximas horas. Mas, provavelmente, as despedidas finais acontecerão no Campus III, onde também foi velado o corpo de Dr. Candinho.

A direção da Câmara Municipal de Vereadores decretou luto oficial em memória de Dona Neiva. Prefeitura Municipal emitiu nota de pesar, enfatizando o projeto Unipar idealizado pelo casal Neiva-Cândido Garcia.

Neiva Pavan Machado Garcia.

Sobre Dona Neiva

Professora Neiva Pavan Machado Garcia nasceu em Araçatuba-SP, e tinha 79 anos.

Era casada com o fundador da Unipar, Cândido Garcia (em memória), mãe de Cláudia Elaine, Carlos Eduardo, Cássio Eugênio e Camilo Evandro. Sogra de Amauri, Rosilamar, Viviane e Franciele, e avó de Valentina, Eduarda, Manuela, Vitor, Maitê, Camilo Júnior, Gabriel e Benjamim.

Era graduada em História e Pedagogia e pós-graduada em diversos cursos da área da Educação.

O amor aos estudos e às artes fizeram da professora Neiva uma profissional versátil, criativa e de forte sensibilidade. Como educadora, evidenciava sua grande bagagem cultural e visão sempre aberta às inovações científicas e tecnológicas.

Dona Neiva faleceu aos 79 anos. Candinho com 82, em 2018.

Visão de futuro

Além de lecionar, no início dos anos de 1970 começou também a atuar em gestão de escolas no interior de São Paulo e em Rolândia, no Paraná. Em 1986 fixou residência em Umuarama. Veio com o objetivo de coordenar o processo de criação da Fiapec, Instituição que passou a integrar todas as faculdades da Apec e que daria origem à Universidade Paranaense, reconhecida em 1993.

Nota da Redação: A direção do Jornal Milênio se une a milhares de pessoas e manifesta seu sentimento de pesar pela passagem de Dona Neiva ao Plano Celestial. E reconhece que seu talento, desprendimento e trabalho contribuíram extraordinariamente para o processo de desenvolvimento não só cultural, mas também sócio-econômico de Umuarama e região. Deixa um legado inestimável para as gerações atual e futura.

  • Editoria/Assessoria

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.