Cultura

Coleção de pequenas estátuas é doada ao patrimônio público de Umuarama

São mais de 400 peças esculpidas com diferentes materiais

Uma coleção de pequenas estátuas de casais de avós, com mais de 400 itens e em materiais diversos, foi doada ao patrimônio público de Umuarama pela contadora Iza Laurindo Xavier. Amealhado em mais de vinte anos, o tocante acervo emociona os visitantes do Centro Cultural Schubert, onde está exposto no segundo andar.

O primeiro ‘casal de vovozinhos’ foi adquirido por Iza em 2001, quando seu primeiro neto veio ao mundo. “Quis algo representativo para aquele momento especial e pensei na força que tem um casal que fica junto até ficarem velhinhos, com suas histórias, suas vivências, suas lembranças. É uma dádiva de Deus essa duradoura união: juntinhos até velhinhos”, relata.

A coleção de vovôs agora pode ser visitada no Centro Cultural.

A inusitada coleção sempre fez sucesso e por 17 anos pôde ser visitada na Agência da Receita Federal, onde Iza trabalha ininterruptamente desde 1976. Em 2017, por determinação de um chefe, ela teve de retirar o acervo do local. “Levei tudo para casa e agora nos mudamos para um apartamento, que não tem o mesmo espaço. Então pensei em garantir a preservação dessa história doando ao município de Umuarama. As peças já estão expostas e agora vamos tratar da doação formal, documental, incorporando ao acervo histórico preservado no Centro Cultural”, detalha.

Há peças em biscuit, em tecido, em plástico, em resina, em argila. E em todas os vovós estão representados nas cenas mais diversas, desde um repouso tranquilo na cadeira de balanço à uma divertida brincadeira com o neto. “Mais que simples cenas cotidianas, os vovôs estão representados em momentos comuns a qualquer casal que tem esse privilégio de fica velho junto. Espero que essas cenas toquem e emocionem muitas pessoas, por muitas gerações”, declara Iza, com brilho nos olhos.

  • Assessoria

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.