Umuarama

Viação Umuarama reduz horários de linhas urbanas por falta de passageiros

Diretores afirmam que situação da empresa chegou ao limite

Usuários do sistema de transporte coletivo de Umuarama foram surpreendidos nesta segunda-feira (14) com a notícia de que a concessionária havia suprimido vários horários de ônibus, em todas as regiões da cidade. Secretários municipais e vereadores reuniram-se com representantes da Viação Umuarama em dois momentos nesta terça-feira: juntos eles buscam uma alternativa que não prejudique a população.

Pela manhã, na Câmara de Vereadores, representantes dos poderes Executivo e Legislativo conversaram de forma on-line com o gerente da empresa, Wilton dos Santos Cardoso. Ele relatou que não tem condições de cumprir com o acordado no contrato de concessão assinado em novembro de 2021. “Simplesmente chegamos a uma situação-limite, por isso a alternativa encontrada foi fazer essas adaptações, esses cortes. E não temos condições de fazer diferente”, disse.

Dívidas

No encontro, os representantes da concessionária salientaram o momento difícil atravessado pela empresa que, segundo eles, possui dívidas de impostos, repasse de fundo de garantia aos funcionários, folha de pagamento e uma grande dívida com o fornecedor de óleo diesel. Destacaram também que o subsídio mensal repassado pelo município representa apenas de 20% a 25% do que seria necessário. E que o transporte gratuito de estudantes, idosos e demais cidadãos beneficiados com gratuidade do serviço representa de 40 a 50% dos usuários.

Sem alternativas, os secretários e vereadores decidiram marcar nova reunião, desta vez realizada à tarde na Prefeitura. Fabiano Silvério das Neves, gerente local da Viação Umuarama, apresentou relatório apontando a queda no número de usuários das linhas de transporte coletivo e comprometeu-se em entregar ‘dentro de alguns dias’ nova planilha de custos que indicaria em detalhes que a empresa estava deficitária.

Diretores da empresa e representantes da Prefeitura e vereadores

Medidas

O procurador jurídico do município, Renan Willian de Deus Lima, observa que cabem medidas administrativas e judiciais que garantam o cumprimento do contrato de concessão. “E elas serão sem dúvidas utilizadas caso a empresa, junto da administração municipal, não encontre alternativa para socorro rápido dos usuários do sistema de transporte”.

Desta forma, por indicação do prefeito Hermes Pimentel, será aguardado o transcorrer dos próximos dias, em que a administração da Viação Umuarama deve apresentar formalmente alguma proposta.

No encontro, os representantes da Viação Umuarama salientaram o momento difícil atravessado pela empresa que, segundo eles, possui dívidas de impostos, repasse de fundo de garantia aos funcionários, folha de pagamento e uma grande dívida com o fornecedor de óleo diesel. Destacaram também que o subsídio mensal repassado pelo município representa apenas de 20 a 25% do que seria necessário e que o transporte gratuito de estudantes, idosos e demais cidadãos beneficiados com gratuidade do serviço representa de 40 a 50% dos usuários.

  • Assessoria

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.