Umuarama

Ação de limpeza no Lago Aratimbó para solturas de peixes

Primeiro lote de peixes juvenis chega no próximo dia 17

Depois do desassoreamento concluído no final de janeiro, com a remoção de centenas de cargas de areia e sedimentos, o Lago Aratimbó de Umuarama também está recebendo uma ação de limpeza. O monitoramento da qualidade da água será retomado em poucos dias.

Com apoio do Instituto Água e Terra (IAT), que cedeu uma embarcação, a equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente está recolhendo diversos tipos de resíduos flutuantes, trazidos pelas chuvas ou dispensados por frequentadores. Máquinas e caminhões da Prefeitura também estão regularizando os taludes para posterior plantio de grama e recuperação da pista de caminhada que contorna a represa.

Além da areia que provoca o assoreamento, a represa se torna o destino de garrafas plásticas, brinquedos velhos, isopor, latas, copos descartáveis, sacolas e embalagens diversas. A parte flutuante pode ser retirada, mas os resíduos mais pesados vão parar no fundo do lago, causando poluição.

Materiais poluentes foram recolhidos da área.

Peixes no lago

Na próxima semana será retomado o monitoramento da qualidade da água, por meio de análises laboratoriais. E para o dia 17, por volta das 9h, está prevista a soltura do primeiro lote de peixes nativos, em fase juvenil.

A Secretaria do Meio Ambiente está adquirindo cerca de 40 mil peixes – 12 mil piaus, 13 mil lambaris e 14 mil curimbas – para o repovoamento. Inicialmente serão soltos 20 mil exemplares de três espécies comuns nos rios da região (piau, lambari e curimba), diferentes das espécies exóticas existentes hoje no lago (tilápia e bagre africano). Os peixes restantes serão soltos gradualmente.

Após o repovoamento, a pesca no lago será proibida. “Não há análises recentes sobre a qualidade da água. Não sabemos se os pescados são próprios para o consumo. Além disso, precisamos dar um tempo para que o repovoamento tenha sucesso. Os peixes precisam se desenvolver até atingir a maturidade e isso levará alguns meses”, explicou o secretário do Meio Ambiente Rubens Sampaio.

  • Editoria Milênio/PMU

 

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.