Região

Controlado incêndio no Parque Nacional de Ilha Grande

Estiagem prolongada favorece queimadas na área de conservação ambiental

Os focos de incêndio iniciados há 9 dias no Parque Nacional de Ilha Grande foram controlados nesta quinta-feira (30) por brigadistas do Paraná e do Mato Grosso do Sul. Pelo menos 22 pessoas atuaram diretamente nas ações de combate.

A origem do fogo é desconhecida, mas geralmente é provocado por descuido de pescadores, caçadores, ou ação de indivíduos que trabalham com produtos ilícitos navegando pelo Rio Paraná. Eventualmente, também por faíscas de provenientes de descargas elétricas atmosféricas.

Desta vez, o fogo teve início no dia 21 de dezembro nas proximidades da BR 487  (Porto Camargo – Icaraíma) no trecho que cruza a Ilha Bandeirantes, na divisa dos Estados do Paraná e Mato Grosso do Sul. Ventos em constante mudança de direção, estiagem, baixa umidade relativa do ar e predomínio de várzeas dificultam o controle das chamas em menor tempo.

Os primeiros combates foram realizados na mesma noite, porém o incêndio avançou pelas duas margens da rodovia, dificultando muito o combate direto, informou representante do Consórcio Coripa.

No dia 24, a equipe de brigadistas deste NGI recebeu reforço do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul, com nove componentes, que colaboraram na abertura de 1.500 metros de linha para utilização de contra-fogo.

No dia 26, chegaram os reforços das brigadas do Parque Nacional do Iguaçu e Serra da Bodoquena, ambas com 5 combatentes, formando atualmente 22 componentes de combate. Foram desenvolvidas duas frentes de trabalho: uma com a abertura da linha para combate indireto e outra no desenvolvimento do combate direto.

Brigadistas abriram 1.500 metros de linha contra-fogo.

Aproximadamente 1.500 hectares, ou 1,97%, da área total do Parque Nacional de Ilha Grande foram atingidos pelas chamas, tendo as estratégias utilizadas garantido a preservação de 98,3% da área total do parque de controle. O predomínio de vegetação atingida foram as formações pioneiras de influência flúvio-lacustre (várzeas).

Apoio

A equipe contou com o fundamental apoio da Coordenação de Incêndios – COIN, Gerência Regional 5 – Florianópolis, Parque Nacional do Iguaçu, Parque Nacional da Serra da Bodoquena, apoio logístico do Consórcio Para Conservação do Remanescente do Rio Paraná – Coripa, Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Icaraíma-PR – por meio do fornecimento da alimentação, Secretaria de Meio ambiente de Naviraí-MS e Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul, permanecendo de prontidão os corpos de Bombeiros do Paraná e Mato Grosso do Sul para somarem às atividades de combate.

Parque Nacional 

Área total do Parque Nacional de Ilha Grande é constituída de 76.036 hectares. Um das mais importantes Unidades de Conservação existentes entre os estados do Paraná e Mato Grosso do Sul. Um bioma rico na fauna e flora de inestimável valor ambiental.

O último grande incêndio na área foi em setembro deste ano, quando foram destruídos 370 hectares de vegetação nativa. Animais de várias espécies também pereceram.

  • Editoria Milênio

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.