Saúde

Hermes Pimentel pede manutenção de leitos de Covid em Umuarama

Revisão da medida foi solicitada ao secretário estadual de Saúde

O prefeito em exercício de Umuarama, Hermes Pimentel, encaminhou ofício ao secretário de Estado da Saúde, Carlos Alberto Gebrim ‘Beto Preto’, solicitando que a Diretoria de Gestão em Saúde repense a decisão de desativar os 20 leitos exclusivos para atendimento de Covid-19 a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), disponíveis no Hospital Uopeccan para pacientes de Umuarama e região.

Conforme comunicação do diretor de Gestão de Saúde do Estado, Vinícius Augusto Filipak, a desativação está prevista para 1º de janeiro. Em ofício encaminhado ao hospital, o diretor explica que a decisão considera a baixa taxa de ocupação dos leitos exclusivos na macrorregião Noroeste do Paraná e critérios de ativação e desativação definidos por deliberação da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) da Secretaria da Saúde.

A administração municipal é contrária à decisão do Estado. “Devemos considerar diversos fatores que podem agravar a situação de saúde pública relacionada à Covid-19 e sua nova variante (ômicron) diante das festividades de final de ano. Vários fatores podem desencadear necessidade imediata de leitos específicos para o tratamento de possíveis novos casos”, destaca o prefeito.

Os 20 leitos (UTI e Enfermarias) estão no Hospital Uopeccan.

Pimentel pede ao secretário a possível revisão da decisão, em favor da manutenção dos leitos até um momento de maior segurança para a saúde pública. “Ainda não podemos abrir mão desses leitos. Estamos diante das festas de final de ano, quando Umuarama recebe muitos visitantes de fora, até de outros Estados. Logo teremos também o período do carnaval e o quadro pode se agravar”, justificou.

O prefeito acrescenta que, embora a pandemia demonstre aparente controle no país, ela vem ganhando fôlego em outras partes do mundo, com a volta de restrições a eventos públicos, suspensão de grandes competições esportivas e aumento no índice de internações hospitalares. Sem os leitos exclusivos, a internação de pacientes suspeitos ou confirmados com coronavírus ocorreria nos leitos gerais de qualquer instituição hospitalar do Estado, conforme determinado pelo setor de Regulação da SESA.

Há informação de que serão desativados praticamente todos os leitos de enfermarias exclusivos no Estado e que em breve serão divulgadas novas orientações para acesso aos leitos que serão mantidos (em pequeno número) para casos específicos, a serem geridos pelo complexo regulador. Não há dados sobre quantos leitos de UTI serão mantidos na macrorregião.

  • Assessoria
  • Fotos: Arquivo

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.