Região

Funcionário é preso por furto de roupas e calçados de loja

Dois homens foram presos e os produtos recuperados

Um funcionário de uma loja localizada na Avenida Souza Naves, em Cianorte, foi preso no dia 28 de outubro acusado por furto de roupas e calçados. Os produtos eram vendidos pela Internet e prejuízo do lojista foi estimado em R$ 10 mil.
De acordo com o proprietário da empresa, há vários dias ele vinha percebendo a falta de mercadorias no estoque da loja, e passou a observar o comportamento do funcionário. O homem, de 34 anos, estava trabalhando na empresa pouco mais de três meses.
Por volta de 18h de quinta-feira, o proprietário flagrou o suspeito guardando um saco de lixo com volume no bagageiro de uma motoneta Honda Biz. Policiais militares foram acionados e compareceram ao local para averiguar a denúncia.
Como o empresário já desconfiava deste funcionário, policiais abriram o compartimento e encontraram peças de vestuário íntimo masculino. Haviam sido subtraídos da loja 62 cuecas, de cores e tamanhos variados.
Na sequência, os policiais foram até a residência do suspeito, onde foram localizados mais alguns pares de tênis que eram produtos furtados da loja.
Produtos furtados da loja.
Questionado sobre a situação, o funcionário disse que estaria comercializando as peças utilizando a Internet. Sobre os demais itens furtados, ele relatou que outra parte dos objetos estaria na casa de outro indivíduo, de 29 anos. Em uma vistoria na residência foram localizados 134 pacotes de meias, 109 cuecas, 6 carteiras de couro (na embalagem) e diversos pares de sapatos, os quais também foram reconhecidos como sendo produtos da loja.
Diante dos fatos, os indivíduos foram encaminhados – com os produtos – para providências na Delegacia de Polícia Civil.
Editoria Milênio

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.