Eventos

Cruzeiro do Oeste terá a segunda edição do concurso Miss Plus Size

Passarela terá a presença de 10 candidatas

Intitulado de Projeto 22, o Concurso Miss Plus Size Cruzeiro do Oeste está previsto para acontecer neste dia 21 de novembro. Será realizado no Centro Cultural Cesar de Souza Rego, com início às 17h.

Este ano o evento apresentará 10 candidatas. São 6 de Cruzeiro do Oeste, 2 de Umuarama, 1 de Xambrê e 1 de Casa Branca.

O concurso é aberto, para que a região possa participar com suas representantes. Segundo Kássia Santos, idealizadora e coordenadora, todas as candidatas são bem vindas. Não se faz distinção de quem seja, e o mais importante é compartilhar histórias. Cada uma destas mulheres varia de classes sociais, raças, idades e profissões. Ao se tornar uma integrante do grupo, se forma uma família, havendo troca de palavras de boas prospecções e incentivos.

“Vale destacar o trauma que cada uma delas vivenciou. O objetivo não é torná-las vítimas, mas ensinar a importância do amor próprio, a autoaceitação, o autocuidado e o respeito ao seu corpo. Fazer com que cada uma delas represente o respeito e o amor onde estiverem inseridas como na comunidade ou na cidade que habita”, explicou Kássia.

“Vivemos em uma sociedade que imputam as mulheres muitos conceitos ruins. Desmistificar essa doutrinação faz parte da mensagem que o projeto visa transmitir ao máximo possível de pessoas”. A intenção da organizadora é promover o mesmo concurso em Umuarama e Tapejara. Também, o concurso com adolescentes, com idades entre  14 a 17 anos (miss teenager) e de beleza negra.

Preparativos

Até o dia da apresentação final, as candidatas estarão participando de workshops que são ministrados por profissionais que se dispuseram a contribuir levando seu conhecimento e as ensinando sobre a notoriedade da saúde mental e dos cuidados que se devem ter no dia a dia.

Candidatas e organizadoras do concurso.

A origem

O projeto nasceu da convivência de Kássia Santos com sua mãe, Silvia Emília Alves da Costa, professora e aposentada. Ao longo dos anos, Silvia sofreu com o preconceito gordofóbico praticado no ambiente escolar pelos colegas de profissão, pelos alunos que ela ensinava, e pelos colegas de sala de aula de sua filha. Eles sempre a usavam como uma forma de agressão verbal para com Kássia. Chegando ao ponto dela não querer sair com sua mãe por sentir-se envergonhada com a imagem de uma mulher gorda ao seu lado e sendo referência de mãe. Com tantos traumas, Silvia inibia a vontade de Kássia de comer alimentos a mais, pois ela não queria que a mesma se tornasse gorda. Foram anos de tentativas para Silvia tentar emagrecer. Durante um tempo ela conseguia eliminar alguns quilos, depois, voltava a engordar novamente.

Há dois anos Silvia submeteu-se a uma cirurgia bariátrica na qual o pós-operatório foi acompanhado pela sua filha, e ela vivenciou toda a dor, a angústia, o processo da demora da cicatrização que não acontecia, e o emagrecimento rápido.

A consequência foi um corpo magérrimo e flácido, envelhecimento precoce, queda de cabelo, falta de nutrientes, perda de memória, depressão, insônia e uso de medicamentos para combater a ansiedade, tremor nas mãos e bulimia.

Kássia, pela primeira vez, entendeu a dor de sua mãe. Percebeu que a obesidade é um dos preconceitos mais difíceis que a sociedade consegue aceitar, pois a associam ao desleixo, a preguiça e a gula.

“Politizar uma comunidade e uma sociedade é uma missão árdua. As crianças são ensinadas a praticarem preconceitos uns com os outros”, observa. O projeto conectou as experiências de Kássia com muitas outras histórias. Juntas almejam ensinar crianças, jovens e adultos a importância do respeito mútuo.

  • Editoria Milênio
  • Fotos: Divulgação
Aline Graziela – Cruzeiro do Oeste.
Andreia Nascimento – Cruzeiro do Oeste.
Andressa Manetti – Cruzeiro do Oeste.
Danieli Medeiros – Cruzeiro do Oeste.
Débora Rodrigues – Cruzeiro do Oeste.
Jayna Oliveira – Cruzeiro do Oeste.
Maria Izabel Silva – Umuarama.
Rosângela Ferreira – Umuarama.
Poliana Perrud – Xambrê.
Bárbara Médice – Casa Branca.

 

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.