Umuarama

Sanepar recomenda racionamento de água em Umuarama e Cianorte

Em Umuarama são produzidos 25 milhões de litros de água por dia

Os rios que abastecem Umuarama e Cianorte já sentem os efeitos da estiagem prolongada e deixam a Sanepar em alerta. A companhia está recomendando que os consumidores economizem água e evitem desperdícios.

O Rio Piava, em Umuarama, perdeu cerca de 45% da vazão normal. O Ribeirão Bolivar, em Cianorte, teve a vazão reduzida em 30% e o abastecimento está sendo complementado pelos 11 poços que integram o sistema. A elevação da temperatura prevista para os próximos dias deve provocar aumento no consumo de água da região.

“Nos dias mais quentes e fins de semana a tendência é um consumo maior e, como o momento exige a atenção de todos, a água deve ser utilizada adequadamente evitando desperdícios”, diz o gerente regional da Sanepar Ezequiel de Souza Ribeiro.

Nas duas cidades, a Sanepar está produzindo água o suficiente para abastecer a população. Em Umuarama, a produção ultrapassa os 25 milhões de litros de água dia. Em Cianorte, são mais de 15,6 milhões de litros por dia.

Apesar disso, a empresa recomenda que as limpezas mais pesadas de fachadas, calçadas e carros devem ser evitadas. Recomenda-se o uso de balde e pano e o aproveitamento da água da lavagem ou do enxágue das roupas. Outras dicas são reduzir o tempo de banho e fechar as torneiras ao lavar as mãos, escovar os dentes, fazer a barba ou lavar a louça.

Conter os vazamentos em canos, chuveiros, torneiras e descargas dos banheiros também contribui com a economia. Ao perceber vazamento na rua ou em vias públicas deve-se avisar a Sanepar imediatamente pelo telefone 0800 200 0115.

  • Assessoria de Comunicação
  • Fotos: Divulgação

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.