Justiça

Tribunal de Justiça afasta do cargo prefeito Celso Pozzobom

MPPR avança nas investigações e implica suspeitos

Uma decisão do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) proferida nesta quarta-feira (15), afastou do cargo o prefeito reeleito de Umuarama, Celso Luiz Pozzobom (PSC). O prazo inicial é de 180 dias (6 meses). Assim que a medida cautelar for cumprida, o vice-prefeito Hermes Pimentel da Silva, 48 anos, deverá ocupar a chefia do Poder Executivo Municipal até nova ordem judicial.

Celso Pozzobom, 67, está relacionado em uma lista de mais de 60 suspeitos investigados pela Operação Metástase, desencadeada pelo Ministério Público Estadual. A ação apura possível organização criminosa e desvio de recursos públicos do Fundo Municipal de Saúde, que seria no montante de pelo menos R$ 19 milhões.

O pedido de afastamento de Celso Pozzobom ao TJ-PR foi feito pelo Ministério Público, que suspeita de seu envolvimento com atos ilícitos praticados na administração municipal. A investigação está sob sigilo, e as razões fundamentais não foram reveladas. O prefeito deverá se manifestar nas próximas horas.

O afastamento de Celso Pozzobom acontece após 8 meses e 10 dias de sua posse para o segundo mandato. E pouco mais de quatro meses da Operação Metástase em Umuarama e em outras cidades. na primeira fase – dia 5 de maio – foram presas 7 pessoas. Outras 3 na segunda fase, no dia 16 de junho. Quatro dos investigados estão cumprindo prisão domiciliar.

Pozzobom é investigado em uma CPI  instaurada pela Câmara Municipal, e enfrenta uma Comissão Processante no Poder Legislativo Municipal. Ele sempre negou qualquer envolvimento em ilicitudes.

  • Editoria Milênio

 

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.