Umuarama

As obras previstas para Umuarama nos próximos anos

Os investimentos foram calculados em R$ 45 milhões

A Secretaria Municipal de Obras, Planejamento Urbano, Projetos Técnicos e Habitação apresentou uma relação de projetos para obras de infraestrutura urbana, pavimentação de estradas rurais e melhorias nas áreas de esporte e lazer que representam investimentos da ordem de R$ 45 milhões. As propostas foram apresentadas durante audiência pública virtual, transmitida do Anfiteatro da Prefeitura.

“A maioria dos projetos já está pronta e alguns ainda em fase embrionária, para discussões com a sociedade, e todos garantem mais qualidade de vida para a população. Os recursos previstos são próprios do município, transferências voluntárias da União e do Estado e financiamento junto à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedu)”, informou o prefeito Celso Pozzobom.

Praças Públicas 

Praça Papa Paulo VI – Catedral.

Na audiência, o diretor de Projetos Técnicos do município, Andrei Felipe Gomes, informou que estão previstas obras de revitalização nas praças do Alto São Francisco, Anchieta, Sete de Setembro, Tamoio e Xetá, orçadas em R$ 1.100.000,00, que incluem substituição do piso existente por paver, instalação de mobiliários urbanos, paisagismo e rampas de acessibilidade. “A Praça Paulo VI (na Catedral) terá um investimento maior, de R$ 1.278.614,28, para obras de paisagismo, construção de banheiros, iluminação em LED e espaços de lazer”, pontuou.

Escultura do Índio Xetá

Também devem receber revitalização a escultura do índio no Bosque dos Xetá (reabilitação, selamento de trincas, tratamento de ferrugens, avaliação da solidez da estrutura, pastilhamento na base e instalação de iluminação) e a Sala Aré (demolição de estruturas existentes, construção de estrutura em madeira de eucalipto tratado e banheiros), no valor de R$ 217.368,07.

Obras

Centro de Atendimento ao Turista.

Entre novas obras, está prevista a construção do Centro de Atendimento ao Turista com área construída de 300 m² para atendimento de visitantes e turistas, bem como para utilização de serviços administrativos da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo, ao lado do Centro de Eventos. A previsão de investimento é de R$ 647.095,03.

A Prefeitura pretende implantar o Camelódromo e o Mercado Municipal na Praça Oscar Thompson (entre a Avenida Dr. Ângelo Moreira da Fonseca e a Rua Amambai –, que exigirá discussão da mudança de uso, tendo em vista que a matrícula do lote consta como praça, e um coreto na Praça Hênio Romagnolli – cobertura ao ar livre para apresentações artísticas e culturais.

Parque dos Ipês (Poliesportivo).

A construção do pavilhão coberto e outras benfeitorias no Parque dos Ipês terá o investimento de R$ 5.929.106,98. O pavilhão terá 2.190 m² de área, pátio de estacionamento e plantio de árvores adultas. Outra obra é o emissário do Lago Aratimbó, para eliminar a poluição e o assoreamento, que exigirá o investimento de R$ 8 milhões em recursos da Sanepar. “A rede de galerias vai captar as águas pluviais que descarregam no lago e direcionar o fluxo para o córrego Figueira, do lado de baixo da Avenida Paraná”, explicou o secretário de Obras, Isamu Oshima.

A Avenida Tiradentes deve receber a segunda etapa do projeto de revitalização e urbanização, com alargamento da pista, substituição do piso da calçada, recapeamento, pavimentação e galerias entre a Castelo Branco e a Praça Gastão Vidigal, no Campus 3 da Universidade Paranaense (Unipar), ao custo estimado de R$ 1.716.383,95.

Pavimentação

Na infraestrutura urbana, está prevista a pavimentação asfáltica de praticamente todas as ruas ainda em leito natural no distrito de Santa Eliza (R$ 3,5 milhões em investimentos), em Serra dos Dourados (R$ 783 mil) e vários trechos de Umuarama (R$ 1.592.119,75 em um lote e mais R$ 1.125.932,40 em outro).

Estão programadas ainda as pavimentações das ruas Josias Antunes (R$ 1.421.561,38), entre a Avenida Olinda e a Rodovia PR-323, no Parque Dom Bosco, e a Genivaldo José dos Santos (R$ 634.625,39), da Avenida Ângelo Moreira da Fonseca até a PR-323, no Parque Industrial II.

A proposta é pavimentar também a Estrada Canelinha – 6 quilômetros, orçados em R$ 2.283.202,27 e mais R$ 300 mil em obras de drenagem, adequação de caixas de retenção e grama; a Estrada Pavão – 4 quilômetros, R$ 1,8 milhão; e a Estrada Moema – 6 quilômetros, ao custo de R$ 2,7 milhões.

Por fim, está previsto também o recapeamento de dezenas de ruas e avenidas nos bairros Parque Dom Bosco, Zona V (imediações da Praça Anchieta) e Parque Tarumã, com o investimento estimado de R$ 3.081.205,08. “Algumas obras ainda dependem da garantia dos recursos e de desdobramentos da pandemia de coronavírus, já que a saúde é a nossa maior prioridade, mas na medida do possível vamos realizar as licitações e realizar, nos próximos anos, importantes intervenções para estimular o desenvolvimento de Umuarama”, completou o prefeito Celso Pozzobom.

  • Imagens: Divulgação.

[Assessoria de Comunicação]

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.