Três Poderes

Vereadores assinam requerimento da CPI da saúde

Requerimento será votado em plenário na segunda-feira

Conforme proposição apresentada no início desta semana, os trâmites para a implantação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar possíveis desvios de recursos públicos do Fundo Municipal de Saúde de Umuarama tiveram sequência na tarde desta quinta-feira (13). Os vereadores assinaram requerimento que formaliza o pedido de investigação.
Na segunda-feira (10), os parlamentares entraram em consenso para que fosse elaborado requerimento único, o qual seria endossado por todos. O trabalho tem como propósito a investigação sobre supostos desvios do Fundo Municipal de Saúde, já calculado pelo Ministério Público em cerca de R$ 19 milhões.
Com esta etapa, na próxima segunda-feira (17) o documento será publicado na pauta da Sessão Ordinária, e colocado em apreciação em plenário. Uma vez aprovado, será encaminhado ao presidente da Câmara, vereador Fernando Galmassi para a composição da CPI, que se dará por indicação dos líderes de partidos. O prazo previsto para conclusão e apresentação do relatório final deverá ser de 90 dias, mas havendo necessidade poderá ser prorrogado por igual período.
Composta a comissão, seus membros iniciarão oficialmente as tratativas para que o trabalho seja realizado. A comissão é composta por três titulares: Presidente, relator e membro. Outros dois compõem na condição de suplentes.
Da reunião desta quinta-feira participaram os vereadores Fernando Galmassi, Mateus Barreto, Ednei Custódio da Silva, Cléber Márcio Nogueira, João Paulo de Oliveira, Cristiane Gimenes e Ana Novais.
Prisão domiciliar 
Dos 7 presos pelo Ministério Público na Operação Metástase, no dia 5 de maio, uma acusada já ganhou a liberdade. A diretora da Secretaria Municipal de Saúde Renata Figueiredo Campagnole, obteve na Justiça o direito de responder ao processo em prisão domiciliar. A alegação é que ela é mãe de uma criança de 11 anos. Já Valdecir Miester – considerado um dos mentores da suporta organização criminosa – teve pedido negado e continua preso. Todos os acusados estão sendo ouvidos pela justiça.
[Editoria Milênio]

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.