Três Poderes

Câmara Municipal de Cianorte cassa mandato de vereador

Vereador acusado de praticar rachadinha de salário com assessor

O Plenário da Câmara Municipal de Cianorte (83 mil habitantes) decidiu pela cassação do mandado do vereador Adaílson Carlos Ignácio da Costa, 46 anos. Ele é acusado de prática de ‘rachadinha’ de salário envolvendo um assessor parlamentar. ‘Dadá’, como é conhecido na cidade – nega a acusação e disse que irá recorrer da decisão na Justiça.

A Sessão Extraordinária que analisou o processo de pedido de cassação do mandado do vereador ‘Dadá’ foi realizada nesta terça-feira (27), com direito a ampla defesa do acusado. No final da votação foram contabilizados 9 votos favoráveis à perda do mandato, por falta de decoro parlamentar, corrupção e improbidade.

Prisão

No dia 30 de novembro do ano passado, o Ministério Público do Paraná, por meio do núcleo de Maringá do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), prendeu em flagrante, o vereador ‘Dada’. Ele era investigado por possível participação em um esquema de “rachadinha” com um assessor, informou a assessoria de comunicação do órgão.

Segundo o MPPR, durante as investigações, realizadas pelo Gaeco em conjunto com a 4ª Promotoria de Justiça de Cianorte, foram registrados encontros entre o vereador e o assessor, supostamente para a entrega de parte dos vencimentos do servidor para o parlamentar.

Na ação realizada naquele dia foi encontrado em poder do vereador, parte do dinheiro sacado pelo servidor público no caixa eletrônico no início da manhã, o que motivou a sua prisão em flagrante.

As suspeitas são de que o assessor costumaria sacar seus vencimentos, de R$ 4.225, ficando com apenas um terço desse valor e passando o restante para o vereador. ‘Dadá’ ficou poucos dias na prisão, mas não escapou da cassação de seu mandato de edil.

‘Dadá’ estava no exercício do quinto mandato de vereador. Na eleição de 2020, ele obteve nas urnas 835 votos. Com a declaração da cadeira vaga, quem deverá assumi-la é a suplente Maria Neuza Casassa (Podemos).

  • Fotos: Divulgação CMC

[Editoria Milênio]

Vereador ‘Dadá’ afirma que é inocente.

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.