Umuarama

Obras de ampliação da rede pluvial na Avenida Castelo Branco

Melhor escoamento de água pluvial ao emissário do Bosque do Índio

A Prefeitura de Umuarama iniciou no dia 12 de janeiro, as obras de ampliação e reforço na drenagem pluvial para eliminar um dos mais antigos pontos de alagamento da cidade, na entrada do Bosque dos Xetá.
Para os serviços, foi necessário bloquear o tráfego de veículos em um dos sentidos da via. Por isso, motoristas que cruzam a região central devem procurar rotas alternativas para desviar do canteiro de obras – entre o final da Parigot de Souza com Flórida – até a Rua Maranhão (sentido Jardim Panorama). Nos próximos dias o bloqueio será estendido até a Rua Piauí.
Na última semana, os operários removeram a capa asfáltica do percurso onde a tubulação será instalada, escavaram o trecho inicial e construíram a primeira caixa de conexão entre a nova rede de galerias e o ramal existente no bosque, implantado durante as obras de construção do canal aberto de drenagem pluvial.
Aproximadamente 400 metros de rede dupla, com 1,2 metro de diâmetro.
Investimento
A nova rede é parte de um contrato que prevê o investimento de R$ 3 milhões no recapeamento de vias importantes da cidade, além de melhorias no sistema de drenagem pluvial. Na Castelo Branco, o alagamento é um problema que persiste há vários anos. “A impermeabilização do solo urbano e a falta de planejamento urbano no passado criou um ponto que concentra água das chuvas de uma grande área da cidade, sem condições adequadas de escoamento. O resultado é um ‘rio’ correndo sobre o asfalto nos dias chuvosos”, avaliou nesta semana o prefeito Celso Pozzobom.
Rede Pluvial 
De acordo com o projeto, serão implantados cerca de 400 metros de rede dupla com tubos de 1,20 m de diâmetro, além de ramais nas ruas Maranhão e Piauí e travessas cruzando o canteiro central para captar água das chuvas no outro lado da avenida (sentido centro). Estima-se que serão necessárias de duas a três semanas para a conclusão do serviço, caso as condições climáticas sejam favoráveis.
O secretário de Obras, Planejamento Urbano, Projetos Técnicos e Habitação, Isamu Oshima, informou que os recursos para o recapeamento e as galerias somam R$ 3.029.361,84 e são provenientes do Governo do Estado. Serão 51.462,79 m² de recape na Avenida Dr. Ângelo Moreira da Fonseca (entre as avenidas Rondônia e Padre José Germano Neto Júnior), na Avenida Padre José Germano Neto Júnior (da Praça Tamoio até a Rua Walter Kreiser; na Castelo Branco (da Santos Dumont até a Avenida Tiradentes); e a Rua Irati, já recapeada entre a Rua Tomás Gonzaga e a Avenida Rio Grande do Norte.
[Editoria Milênio]

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.