Paraná

Prefeito de Campo Largo morreu por complicações da Covid-19

Governador emitiu nota de pesar pela morte do político

Faleceu na madrugada desta quinta-feira (7), o prefeito reeleito de Campo Largo, Marcelo Fabiani Puppi, 61 anos, do DEM. Segundo informações, o político foi mais uma vítima de complicações causadas pela Covid-19. O velório do copo será realizado na Câmara Municipal – entre 13h00 e 15h30.

Marcelo Puppi era casa e pai de dois filhos. Formado em direito pela UFPR e empresário, trabalhou também na Assembleia Legislativa e no Palácio Iguaçu (Casa Civil), tendo exercido mandato de vereador e de presidente da Câmara. Diagnosticado com Covid-19, estava internado desde o dia 25 de novembro no Hospital do Rocio. Três dias depois, foi para a UTI. Dia 14 de dezembro foi intubado e em 5 de janeiro retornou ao coma induzido.

A primeira-dama Daniela Corsini também foi infectada pelo coronavírus, mas se recuperou da doença.

Posse na UTI

No dia 1º de janeiro, uma comissão formada por três vereadores compareceu ao hospital para formalizar a posse de Marcelo Puppi como chefe do Poder Executivo Municipal. Não houve transmissão do ato para preservar a privacidade do paciente. Com a sua morte, assume o vice-prefeito Maurício Roberto Rivabem, 47, do PSL.

Nota de pesar

O governador Ratinho Junior manifestou imenso pesar e consternação pela morte do prefeito. “Me solidarizo à família e amigos neste momento dor e tristeza. Meu profundo sentimento de condolências e de que a fé em Deus ampare seus corações, assim como o de todos os paranaenses que perderam pessoas queridas nestes tempos tão difíceis impostos pela Covid”, afirma o governador.

  • Foto: Geraldo Bubniak

[Editoria Milênio]

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.