Policial

Umuarama terá um pelotão de Polícia de Fronteira

O 2º Pelotão do BPfron será implantado no início do próximo ano

O BPfron (Batalhão de Polícia de Fronteira) vai implantar um pelotão operacional na cidade de Umuarama. O local da sede da corporação militar ainda está sendo definida pela administração municipal, que apoia a iniciativa.

Nesta semana, a Câmara Municipal aprovou o Projeto de Lei nº 035/2020, que autorizou o Poder Executivo Municipal a celebrar Convênio de Cooperação Técnica e Operacional com o Estado do Paraná, pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, com interveniência da Polícia Militar do Estado do Paraná (PMPR). O objetivo é a instalação e o funcionamento da sede do 2º Pelotão da 2ª Companhia do Batalhão de Polícia de Fronteira em Umuarama.

De acordo com os termos do convênio, o município custeará a manutenção do bem em geral (sede) e as despesas decorrentes de consumo de água, energia elétrica e internet, relativas às atividades próprias do Pelotão.

Em mensagem enviada aos vereadores, o prefeito Celso Pozzobom justificou que, ao tempo em que o acordo objetiva preservar a ordem pública local, simultaneamente otimiza a atividade de polícia ostensiva e atua para fortalecer a segurança pública, com reflexos positivos também para toda a Região Noroeste do Estado do Paraná, sendo mantidas íntegras as competências de ambos os entes políticos envolvidos.

“Ao propiciar condições materiais para o melhor desenvolvimento do programa de combate ao crime pelo Batalhão de Polícia de Fronteira, o Município, movimentando-se nos limites de sua liberdade constitucional, termina por atrair a si e a seus cidadãos benefícios diretos e indiretos”, esclareceu.

Umuarama na rota

Situado geograficamente em faixa de fronteira (Paraguai e Argentina), o município de Umuarama sofre com a ação intensa e constante de grupos criminosos, organizados ou não. Acredita-se que a instalação de unidade de Batalhão de Polícia de Fronteira no território local represente acréscimo significativo à estrutura institucional de segurança responsável pela garantia das ordens pública e econômica, além de assegurar a aplicação da lei penal.

Em termos preventivos, o BPfron facilita o desenvolvimento conjunto e coerente de políticas de conscientização. A proximidade física tende também a proporcionar imediatidade às ações repressivas, oferecendo resposta ágil à necessidade imposta pela prática delituosa.

Batalhão de Fonteira                                                                                           

O Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) é uma unidade especializada da Polícia Militar do Estado do Paraná. É o primeiro Batalhão de Polícia de Fronteira do país. Criado em âmbito estadual pelo Decreto-Lei 4.905 de 6 de junho de 2012, o BPFron é uma proposta para o desenvolvimento de ações relacionadas ao Plano Estratégico de Fronteira e ENAFron, sendo subordinado ao Subcomando Geral da Polícia Militar do Paraná.

Atuante nas fronteiras com foco na prevenção, controle, fiscalização e repressão aos delitos transfronteiriços, o BPFron conta com apoio dos municípios e órgãos governamentais integrando esse processo. Como resultado desta integração os resultados de apreensões vem crescendo a cada dia.

O BPFron atua em 139 municípios na faixa de fronteira, que abrange um raio de 150 km além da linha divisória terrestre do território nacional.

Quartel Sede

Sede/Quartel do BPfron em Marechal Rondon.

A sede do BPFron está localizada em Marechal Cândido Rondon, bem como sua primeira companhia. Já a segunda e terceira companhia estão situadas em Guaíra e Santo Antônio do Sudoeste, respectivamente.

O BPFron realiza o patrulhamento ostensivo e preventivo através de seus pelotões, atuando no combate aos delitos transfronteiriços na região de fronteira.

ROCAM (Rondas Ostensivas com Aplicação de Motocicletas), Pelotão de Operações com Cães além da atuação das três companhias da unidade atuando no recobrimento de área com seus respectivos pelotões. O patrulhamento aquático com Pelotão COBRA (Corpo de Operações de Busca e Repressão Aquática), realizando o policiamento embarcado em toda a região do lago de Itaipu que abrange 170 km, sendo 16 municípios brasileiros banhados por ele e que são de atuação do BPFron

As ações conjuntas a outros órgãos de segurança e fiscalização fazem parte da rotina de trabalho do BPFron. O policiamento ostensivo bem como as operações conjuntas ou apoio a outros órgãos de segurança e fiscalização fazem do BPFron um batalhão reconhecido a nível nacional, pelas suas constantes apreensões e trabalho maciço na região de fronteira.

  • Imagens: Divulgação

[Editoria Milênio]

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.