Umuarama

Prefeitura adota medidas mais restritivas para conter coronavírus

Medidas mais severas para evitar aglomeração e contaminação de pessoas

Para intensificar o combate ao coronavírus, que tem causado superlotação dos hospitais de Umuarama e região com a escalada dos casos anunciados diariamente, o Executivo Municipal editou o Decreto 334/2020, que vigorará a partir desta sexta-feira (27), prevendo medidas mais restritivas para conter as aglomerações e a alta circulação de pessoas, na tentativa de frear a contaminação.

As ações foram discutidas entre o prefeito Celso Pozzobom, a equipe da Secretaria Municipal de Saúde, do COE Municipal, médicos, representantes dos hospitais e da Associação Médica de Umuarama, do Ministério Público e da 12ª Regional de Saúde. O decreto traz alterações em relação ao anterior (324/2020) e estabelece novos horários para o funcionamento dos estabelecimentos.

Horários

Prestadores de serviço e comércio em geral, incluídas as lojas de departamentos, deverão funcionar até as 18h, de segunda a sábado. Mercados, mercearias, padarias, açougues, peixarias e outros do gênero, até as 20h em qualquer dia da semana (fica proibido o consumo de alimentos e bebidas no local acessível ao público); indústrias, até as 20h de segunda a sábado.

Restaurantes, pizzarias, lanchonetes, carrinhos de lanche, padarias, pastelarias, docerias, cafeterias, sorveterias, comércios de assados e similares poderão atender ao público até as 14h, em qualquer dia da semana; bares também até 14h, de segunda a sábado; e conveniências até 18h, de segunda a sábado. Após esse horário, esses estabelecimentos poderão atender somente em sistema delivery até as 22h. O drive trhu fica permitido apenas as conveniências.

Em restaurantes, pizzarias, bares, lanchonetes, carrinhos de lanche, sorveterias, confeitarias, conveniências e qualquer estabelecimento que forneça alimentos prontos para consumo ou bebidas, o decreto passou a proibir a execução de música ao vivo e proibiu também o funcionamento de tabacarias, lounges, casas de show, boates e similares, bem como o de cinemas e teatros.

O prefeito Celso Pozzobom lembrou que o sistema de saúde pública praticamente já não tem leitos disponíveis para internação hospitalar em Umuarama, tanto em enfermarias quanto em UTIs, e que muitos pacientes estão sendo hospitalizados longe de casa, em Maringá, Paranavaí, Campo Mourão e Cianorte.

“A situação é crítica e estamos fazendo o possível para revertê-la, por isso adotamos essas medidas e pedimos o apoio dos prefeitos para que sejam observadas nos demais municípios, afinal os pacientes de toda a região buscam atendimento em Umuarama. E reforçamos o apelo à população para que se cuide e evite o contágio de familiares, amigos e colegas de trabalho”, completou.

  • Imagens: Divulgação

[Assessoria]

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.