Saúde

Associação Médica teme por colapso no sistema de saúde

Classe médica alerta para agravamento da pandemia de coronavírus

A diretoria da AMU (Associação Médica de Umuarama) protocolou ofício junto a Prefeitura e Secretaria Municipal de Saúde de Umuarama externando preocupação com o aumento constante no número de casos de Covid-19 na região Noroeste do Paraná, em especial em Umuarama. O temor é de um colapso no sistema.

Para evitar que o pior aconteça, o documento dos médicos de Umuarama sugere que sejam adotadas, por meio das autoridades competentes, novas medidas de contingenciamento para evitar aglomerações e promover o distanciamento social. O objetivo é diminuir a ascendência da curva de contágio e, consequentemente, a pressão sobre o sistema de saúde.

O presidente da AMU, Dr. Fábio Carvalho, disse que a classe médica está em alerta e muito preocupada com o avanço da doença. “Estamos trabalhando com informação e prevenção para evitar que medidas mais duras não se façam necessárias”, destacou.

Dr. Fábio de Carvalho: Risco de colapso na saúde pública.

Leia a nota na íntegra

A Associação Médica de Umuaraa vem por meio desta nota externar preocupação com o aumento constante no número de casos de COVID-19 na região Noroeste do Paraná e, em especial, em nossa cidade.

Desde o início da pandemia, a classe médica alerta sobre o risco de colapso do sistema de saúde, principalmente vagas de UTI, e este risco persiste se o aumento no número de casos mantiver os patamares atuais.

Sabemos das dificuldades enfrentadas na área econômica, porém temos a obrigação de alertar a população e nossos governantes. Até o momento, as principais atitudes a serem tomadas são a promoção de medidas efetivas de distanciamento social e de higienização pessoal. É preciso salientar que, se o sistema de saúde saturar, medidas mais severas, como lockdown, possivelmente far-se-ão necessárias, o que trará maiores consequências econômicas para nossa cidade e região.

Assim, a diretoria da Associação Médica de Umuarama sugere que novas medidas de contingenciamento sejam adotadas, buscando evitar aglomerações e promover o distanciamento social, para que possamos diminuir a ascendência da curva de contágio e, consequentemente, a pressão sobre o sistema de saúde.

Certos de que a população de Umuarama e região se preocupa com o estado de alerta que estamos, contamos com a sensibilização de nossos governantes para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

Fábio de Carvalho

Presidente da Associação Médica de Umuarama

Umuarama, 16 de novembro de 2020.

[Assessoria de Comunicação]

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.