Região

MP investiga possível esquema de desvio de combustível em Alto Piquiri

Prefeito disse que foi ele quem denunciou o caso ao Ministério Público

Umuarama do Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria), cumpriu na manhã de sexta-feira, 30 de outubro, dois mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da Vara Criminal da comarca. A ação contou com o apoio da Polícia Militar.

As investigações que motivaram as buscas decorrem de procedimento investigatório criminal que apura suposto desvio de combustível da Prefeitura de Alto Piquiri, em esquema envolvendo um secretário municipal, servidores públicos e funcionários de um posto de combustível local que mantém contrato de fornecimento com o Município.

Pronunciamento do prefeito

O prefeito Luís Carlos Borges Cardoso pronunciou sobre a investigação do Ministério Público. “Como sempre fiz em toda nossa administração transparência e seriedade, deixo bem claro que não compactuo com isso. Assim que eu soube das suspeitas, eu imediatamente exonerei o funcionário e fiz uma denúncia no Ministério Público para ser investigado. E quem tiver culpa será punido no rigor da lei. Se houve erro tem que pagar, mas não é por isso que toda uma administração tem que pagar por isso”, declarou Cardoso.

Ele prosseguiu: “O que vejo são muitas pessoas acusando como se toda nossa administração está errada. Quando a gente está como prefeito, por mais que a gente cuide está sujeito a esse tipo de coisa e quando souber temos que tomar atitudes firmes e duras, e foi isso que eu fiz”.

Cardoso disse ainda que “o que me admira muito é que pessoas já sabiam disso há tempo e guardaram só para mostrar agora nas vésperas da eleição. Digo uma coisa: quem sabe que existe corrupção e não denuncia é tão corrupto também, errar é humano e quem julga e dá sentença é a justiça e isso já está sendo feito, inclusive deixo à disposição a quebra de meu sigilo bancário e telefônico à disposição da justiça, porque não tenho nada a temer”.

 – Imagem: Paço Municipal 
(Angelina Resende)
[Fonte: MPPR/Jornal Milênio]

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.