Umuarama

Prefeito de Umuarama adota medidas para reduzir circulação de pessoas

O prefeito de Umuarama, Celso Pozzobom, adotou medidas que aumentam as restrições na tentativa de se reduzir a circulação de pessoas pelas ruas da cidade, especialmente após às 18 horas. Supermercados, mercearias, açougues e padarias estão impedidos de abrirem aos domingos. Está proibido o uso de bosques, lagos, praças e outros locais públicos.

O Decreto Municipal 165/2020 altera o Decreto 082/2020, que regula o funcionamento do comércio durante a pandemia, e entre outras medidas proíbe a circulação noturna das 23h às 5h, durante toda a semana – exceto em casos especiais. Altera o horário de atendimento em supermercados, mercearias, açougues e padarias e restringe o atendimento ao público a partir das 18h em bares, lanchonetes, conveniências, distribuidoras de bebidas e outros estabelecimentos.

Conforme o decreto, todo cidadão fica sujeito à proibição de livre circulação noturna, devendo permanecer em seu domicílio das 23h até as 5h do dia seguinte, todos os dias da semana. Os infratores estarão sujeitos à multa de R$ 300,00 a R$ 5 mil.

A restrição não se aplica ao trabalhador ligado à saúde emergencial (hospital, farmácia e respectivos entregadores); a quem buscar atendimento emergencial de saúde; ao servidor público e prestador de serviços essenciais e emergenciais; e ao trabalhador, no trajeto de sua residência ao trabalho e seu retorno, em atividades essenciais.

Supermercados, mercearias, açougues e afins, bem como as padarias, poderão abrir ao público de segunda a sexta-feira até as 20h e nos sábados até as 18h, mas não podendo funcionar aos domingos.

Padarias, restaurantes, pizzarias, bares, lanchonetes, lanches, sorveterias, confeitarias, conveniências e distribuidoras de bebidas poderão atender ao público até as 18h de segunda a sábado e em sistema de drivethru e delivery até as 22h.

O decreto 165/20 restringe circulação de pessoas após 18h.

O decreto também proíbe o uso de bosques, praças e locais públicos de uso comum voltados ao lazer, à prática de esportes, à cultura, à recreação e similares. Proíbe aglomeração de pessoas em ruas, passeios, logradouros e o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos, bem como a aglomeração com mais de dez pessoas em festas, churrascos ou eventos particulares.

Atividades em academia só serão permitidas na modalidade individual e que não requeira contato físico entre as pessoas, somente para pessoas com menos de 60 anos de idade que não façam parte dos grupos de risco.

Medidas duras para conter coronavírus

“São medidas duras, porém necessárias, que temos de tomar agora enquanto ainda temos algum controle sobre a pandemia em nossa cidade. Estamos preocupados com a ocupação de leitos, a disponibilidade de profissionais de saúde – tanto do município quanto dos hospitais – mas, acima de tudo, com a saúde da população, que está sob risco de infecção pela Covid-19”, justificou o prefeito Celso Pozzobom. Até esta quinta-feira (25) Umuarama contabilizava 109 pessoas infectadas e 4 mortes (mulheres de 26, 45 e 61 anos e um homem de 78). Dois destes óbitos ocorreram  entre os dias 23 e 24 de junho. Aproximadamente 300 pessoas estão com suspeita de contaminação e aguardam resultados de exames laboratoriais. Na região, dezenas de pessoas também estão afetadas pelo vírus.

Prevenção em cidades da região

As medidas foram comunicadas aos prefeitos dos 21 municípios da Associação dos Municípios Entre Rios (Amerios), durante reunião na Prefeitura, e houve o compromisso de que as ações sejam adotadas em conjunto para que sejam mais efetivas. A contaminação de pessoas também avança em cidades vizinhas a Umuarama.

“Umuarama é a cidade polo da região e concentra os serviços médicos, leitos hospitalares e maior volume de profissionais de saúde. Os doentes da região são atendidos nos nossos hospitais – especialmente a Uopeccan, que é referência – por isso os cuidados precisam ser tomados pela população regional”, defendeu.

Pozzobom ouviu relatos dos prefeitos sobre a situação nos demais municípios, as dificuldades que cada um enfrenta e manifestou a confiança de que, atuando em conjunto e aumentando a conscientização da população, o quadro deve melhorar a partir das medidas anunciadas.

“O COE Municipal se reúne diariamente para avaliar a evolução da pandemia e, se houver necessidade, novas ações poderão ser definidas nos próximos dias. Esperamos que a população entenda a importância da situação, faça o esforço necessário e respeite as medidas deste decreto. Precisamos conter o avanço da Covid-19 e evitar que novas mortes sejam registradas em Umuarama e toda a região”, conclamou o prefeito.

(Editoria Milênio) 

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.