Veículos

Posto é suspeito de vender etanol misturado com água

A Polícia Civil de Colorado (24 mil habitantes) prendeu em flagrante uma mulher de 47 anos, gerente de um posto de combustíveis da cidade, acusada de vender etanol adulterado para abastecimento de veículos. A ocorrência foi registrada na tarde desta quarta-feira (19).

A suspeita é que o etanol tenha mistura de água, o que provocou prejuízo para vários moradores da cidade, que tiveram problemas com seus veículos. Após abastecimento com o produto, muitos deles não conseguiram rodar e ficaram parados na pista, sendo rebocados por guincho.

De acordo com o delegado de Colorado, Alysson Tinoco, a mulher foi indiciada por crime contra a ordem econômica. Antes da ação policial, várias pessoas procuraram a delegacia alegando que ficaram na estrada com problemas mecânicos após abastecerem no posto suspeito.

Ao chegar ao local, a equipe da Polícia Civil constatou nos próprios medidores das bombas que existia água no meio do etanol, mas o líquido ainda deverá ser periciado. O delegado está ouvindo várias pessoas que tiveram carros com problemas mecânicos. Pelo menos dez moradores relataram a mesma situação e decidiram denunciar. Órgão de fiscalização e defesa do consumidor serão comunicados sobre o fato.

As bombas do posto foram lacradas e o nome do estabelecimento não foi divulgado à imprensa. O etanol era vendido no posto a R$ 3,08 o litro.

(Editora Milênio)  

 

Veículos paradados na estrada após abastecimento.
Filtro da bomba com teste de combustível

 

 

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.