Umuarama

Grupo PlusVal terá R$ 30 milhões para reativar Averama

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) anunciou investimento de mais R$ 106 milhões em projetos. Desse montante, R$ 76 milhões são destinados a cooperativas e indústria do setor do Estado e outros R$ 30 milhões para reativar o frigorífico da antiga Averama, em Uamurama. A nova empresa, a Plusval, terá capacidade de abater 200 mil aves/dia, com abertura de cerca de dois mil novos postos de trabalho. O novo frigorífico de aves é resultado de uma parceria entre a C. Vale (Palotina) e Pluma Agroavícola (Cascavel). O grupo empresarial fechou o arrendamento do abatedouro da Averama, por período inicial de 10 anos. Desta fusão surge a marca PlusVal, que começa a operar ainda no primeiro semestre deste ano.Um convênio entre o BRDE, Sicredi e Plusval permitiu a reabertura da unidade de abates. O projeto vai beneficiar cerca de 50 famílias de produtores rurais, que terão a oportunidade de investir na atividade avícola.

Serão destinados cerca de R$ 30 milhões para financiar investimentos dos produtores rurais na reforma e construção de aviários, que fornecerão matéria-prima para o frigorífico. “É o resgate de uma massa que vai trazer muitos benefícios para a cidade. São novos empregos, aviários, mais produtores se dedicando ao setor, levando desenvolvimento para a região toda”, destacou o presidente da C. Vale, Alfredo Lang. O prefeito de Umuarama, Celso Pozzobom, também está otimista com o empreendimento.

Rondon

Esse é o segundo frigorífico da Averama reativado no Paraná. Já foi retomada a produção da unidade de Rondon, também no Noroeste, por meio de uma parceria operacional com a Jaguafrangos, de Jaguapitã, que arrendou a unidade. A empresa havia paralisado as atividades em 2016.

A empresa começou a operar neste mês de novembro e já contratou 400 pessoas. A previsão é chegar a 1.500 a partir deste ano. A Jaguafrangos atua no mercado avícola há cerca de 30 anos. Já a Averama tem diversas atividades relacionadas à cadeia do frango em Rondon e Umuarama. Através do arrendamento, a Jaguafrangos assume um turno de abate de aves na unidade da Averama em Rondon.

A empresa começou a operar neste mês de novembro e já contratou 400 pessoas. A previsão é chegar a 1.500 a partir deste ano. A Jaguafrangos atua no mercado avícola há cerca de 30 anos. Já a Averama tem diversas atividades relacionadas à cadeia do frango em Rondon e Umuarama. Através do arrendamento, a Jaguafrangos assume um turno de abate de aves na unidade da Averama em Rondon.

(Assessoria)

Foto: Divulgação | Governador Ratinho Junior, prefeito Celso Pozzobom e representantes das empresas.

 

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.