Paraná

Morreu o padre Haroldo Rahm, o criador da RCC no Brasil

O padre jesuíta e missionário Haroldo Joseph Rahm, 100 anos de idade, morreu neste sábado (30), após sofrer uma parada cardíaca, por volta do meio dia. Padre Haroldo morava na Casa dos Jesuítas, em São Paulo, onde recebia assistência de enfermeiros e cuidadores. Ele é o principal responsável por criar um dos mais importantes centros de tratamento para dependentes químicos de Campinas: o Instituto Padre Haroldo, uma unidade de referência nacional e que já transformou a vida de mais de 80 mil pessoas em mais de 40 anos.

A morte de uma das figuras mais importantes da cidade foi encarada com tristeza por dezenas de autoridades e instituições. Familiares e amigos do padre também lamentaram o falecimento do missionário, que também foi responsável por fundar o Treinamento de Liderança Cristã (TCL). “Queridos, com tristeza, informamos que nosso amado Padre Haroldo está agora nos braços do Pai a quem ele serviu por toda sua vida. Detalhes sobre as cerimônias de graças por sua vida serão postadas em breve por nossos canais. Ele partiu sem dor e em paz”, informou em nota, o Instituto Padre Haroldo.

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), por sua vez, decretou luto oficial de três dias por causa de sua morte. Jonas também ofereceu o Paço Municipal para a realização do velório e aguarda uma posição do Instituto Padre Haroldo. O prefeito lamentou ainda a enorme perda que a cidade sofreu neste sábado. “Padre Haroldo foi um ser humano muito especial, que ajudou e iluminou a vida de várias pessoas”, disse Jonas. “Meus sentimentos à sua família, amigos e aos muitos admiradores. Padre Haroldo fará muita falta, mas deixa um enorme legado para ser seguido por todos nós”, ressaltou.

Biografia

Haroldo Joseph Rahm, mais conhecido como Padre Haroldo, nasceu no Estado do Texas, nos Estados Unidos, em 22 de fevereiro de 1919. No Brasil, ele tomou a frente de programas de evangelização e obras sociais, coordenando pessoalmente a criação das chamadas Casas Dia, com dezenas de unidades espalhadas pelo País para o amparo e os cuidados com dependentes químicos. O projeto serviu de base para a criação do instituto que leva seu nome em Campinas, onde milhares de pessoas já foram atendidas. O trabalho tem o reconhecimento até no exterior. A prefeitura de El Paso, no Texas, onde ele nasceu, o condecorou em 2016 com o título de “Cidadão do Ano”.

Padre Haroldo, desde muito cedo, já era conhecido também por dedicar sua vida em prol de terceiros. Nos Estados Unidos, ele já desenvolvia, por exemplo, desde jovem, uma série de trabalhos sociais com jovens que viviam na fronteira com o México. Ele chegou ao Brasil em 1965 e se naturalizou brasileiro anos depois, em 1986. Em 1978, fundou a entidade filantrópica “Associação Promocional Oração e Trabalho” (APOT) que em 2009 foi rebatizada com seu nome pela diretoria. Ao longo de sua vida, Padre Haroldo também ministrou dezenas de cursos, recebeu diversos prêmios e publicou mais de 50 livros.

(Correio)

Foto: Reprodução | Padre Haroldo Rahm morreu aos 100 anos.

 

 

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.