Umuarama

Sanepar poderá investir R$ 236 milhões em Umuarama em 30 anos

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) realizou sexta-feira (29), audiência pública para apresentar à sociedade a minuta com os detalhes do contrato de programa que prevê a concessão dos serviços de abastecimento e esgotamento sanitário de Umuarama. O prazo é de 30 anos, com a possibilidade de renovação por igual período.

O programa é vinculado do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), que foi apresentado pelo secretário municipal de Administração, Vicente Gasparini, e prevê revisões a cada quatro anos.

Os representantes da companhia apresentaram o plano de investimentos, que o atendimento de 100% da população urbana na cidade e distritos com água trada e 95% com coleta e tratamento de esgoto (o índice atual já supera os 92%). Para isso, serão investidos em torno de R$ 236 milhões nas três próximas décadas, sendo R$ 52,6 milhões em ampliação da captação, tratamento e distribuição de água; outros R$ 91,1 milhões na rede de coleta e no tratamento do esgoto; e mais R$ 93 milhões em melhorias nos dois sistemas.

Além disso, a Sanepar prevê a construção de um Centro de Educação Ambiental, solicitado pelo prefeito Celso Pozzobom, e a implantação de um laboratório de testes para aferir a qualidade do tratamento de esgoto. Segundo a companhia, Umuarama tem índices comparáveis às 20 melhores cidades do país em saneamento básico (a avaliação é comparativa porque apenas centros com mais de 300 mil habitantes são avaliados).

O secretário Vicente Gasparini disse que o plano municipal traz um diagnóstico completo sobre o saneamento básico em Umuarama e as demandas para as próximas décadas. “Apesar de completo, o plano não é definitivo. Por conta das oscilações na taxa de crescimento da cidade, e outras variáveis, ele será revisto a cada quatro anos”, disse. Ele apresentou os sistemas atuais de captação, tratamento e distribuição de água, bem como coleta e tratamento de esgoto, e disse que o consumo de água na cidade chegou a 7,5 milhões de m³ no ano passado.

A cidade tem 34 mil ligações de água, que atender 45 mil economias. O prefeito Celso Pozzobom destacou a importância do plano, que é uma exigência legal e fundamental também para a captação de recursos para o saneamento básico, além de auxiliar na preservação dos recursos naturais. “É um passo importante para a gestão do setor, pois orienta o planejamento de ações e investimentos para melhorar as condições de vida da população”, afirmou.

(Assessoria)

Foto: Divulgação | Secretário Vicene Gasparini falou sobre o Plano Municipal de Saneamento Básico.
Foto: Divulgação | Lideranças da cidade particiapram da audiência pública na prefeitura.

 

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.