Policial

Família assaltada em Cruzeiro do Oeste foi liberada em Guaíra

O casal e duas crianças de Cruzeiro do Oeste que haviam sido vítimas de assaltantes na noite terça-feira (26) foram liberados pelos bandidos em Guaíra. Por volta das 23 horas de quarta-feira (27), a família já estava na Estação Rodoviária daquela cidade de fronteira, aguardando o momento de voltar pra casa, o que ocorreu durante a madrugada.

As vítimas ainda não prestaram depoimento à Polícia Civil, mas segundo relato do delegado titular da 17ª Delegacia Regional de Cruzeiro do Oeste, Izaias Cordeiro de Lima, as pessoas não sofreram violência física na abordagem nem durante o tempo em que permaneceram no cativeiro.

O veículo Corsa Hatch foi flagrado pelas câmeras do Posto da Polícia Rodoviária Federal da Ponte Ayrton Senna, se deslocando em direção ao Paraguai, por volta das 3 horas. O destino da motocicleta pode ter sido o mesmo, acredita o delegado.

A Polícia Civil confirmou o que já se suspeitava. Os elementos que sequestraram a família cruzeirense são os mesmos que haviam praticado assalto em Mandaguari na noite anterior, levando uma picape Fiat Strada e seu proprietário como refém. Ao chegarem no trevo de Cruzeiro/Tuneiras do Oeste, o condutor bateu o veículo, que teve danos na roda dianteira esquerda, e o abandonou. Nesse momento, ele e o comparsa fugiram do local e em seguida invadiram a casa do casal na Rua Joaquim Tavares – Jardim Sul Brasileiro. O refém foi libertado e medicado de ferimento acidental sofrido no rosto.

Um dos elementos assaltantes já foi identificado. Segundo o delegado, ele é foragido de um presídio de Maringá. A polícia não conseguiu localizar o endereço do cativeiro e não tem pistas dos foragidos, que podem ter outros comparsas em Guaíra e Paraguai.

(Editoria Milênio)

Foto: Divulgação | Picape do primeiro assalto em Mandaguari, acidentada em Cruzeiro do Oeste.

 

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jornal Milênio
Jornal Terceiro Milênio. Inconfundível. Desde 1997 comunicando e transmitindo informações. Umuarama - Paraná - Brasil.