Policial

Bomba, feridos, drogas e celulares no presídio de Umuarama

A cada operação bate grade realizada por policiais no Mini-Presídio de Umuarama se evidencia o estado corrompido e arcaico do sistema prisional brasileiro. Desta vez houve explosão de bomba, detentos feridos, apreensão de drogas, aparelhos de telefone celular e outros objetos ilícitos na carceragem.

A fiscalização feita na tarde de terça-feira (23) por agentes do Depen (Departamento Penitenciário) e policiais militares teve momentos de tensão. Detentos tentaram obstruir a porta das galerias com colchões e outros utensílios e foram reprimidos com uma bomba granada de efeito moral. Um presidiário de nome Danilo Augusto de Oliveira Trindade se apossou do artefato e, na tentativa de arremessá-lo de volta aos policiais, houve a explosão. Estilhaços o atingiram nas costas e também a outro preso, Willian da Silva Souza, na perna. Os dois foram medicados e posteriormente removidos para a Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste (Peco).

Durante a revista nas celas foram localizados e apreendidos 45 aparelhos de telefone celular, 61 carregadores, 27 baterias, 2 serras, 7 estoques, porções de maconha, cocaína, destilador artesanal de cachaça, máquina de tatuagem artesanal e cadernos com ‘anotações referentes a organizações criminosas’. Isto pode significar que atividades criminosas estão sendo comandadas do interior do presídio.

Ao adentrarem no presídio, os policiais já tinham desconfiança do pior. Isto porque, segundo informações, no último final de semana foi preso um adulto após ele ter repassado um invólucro para os presos através da cobertura do solário. E no ‘pacote’ poderia haver celulares, drogas e uma possível arma de fogo.

Nas diligências os presos entregaram alguns celulares, negando a existência de outros ilícitos. Equipes da Rotam e Rotam Canil de Umuarama usaram táticas e cães para localizar objetos e drogas. Apesar da suspeita, armas não foram encontradas.

O Mini-Presídio da 7ª Sub Divisão Policial de Umuarama tem capacidade para abrigar 64 detentos. A lotação atual, considerando a rotatividade, está em 280. A Casa de Custódia terá 735 vagas, mas o prazo de construção é de 3 anos e as obras ainda não foram iniciadas.

(Da Redação)

Foto: Reprodução | Materiais encontrados na carceragem. 

Foto: Reprodução | Operação bate-grade no presídio de Umuarama.

 

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.