Policial

Maior tragédia da PR-323 completou 2 anos

O acidente envolvendo um ônibus da Prefeitura de Altônia e um caminhão de uma empresa de laticínios (Latco) ocorrido na manhã de 31 de outubro de 2016 na Rodovia PR-323 está completando dois anos. Na tragédia morreram 21 pessoas, incluindo o motorista da carreta-tanque.

A tragédia aconteceu entre Cafezal do Sul e o Distrito de Guaiporã, por volta das 7 horas. Apesar da existência de um posto de bombeiros distante 5 quilômetros do local do impacto, os dois veículos ficaram praticamente destruídos pelo fogo. Além de uma dezena de feridos, 21 pessoas faleceram. Maioria teve os corpos carbonizados.

A Justiça da Comarca de Iporã não aceitou integralmente as alegações apresentadas no inquérito policial sobre a ocorrência. E determinou novas diligências para apurar mais detalhes da real causa e responsabilidade no acidente, o de maior gravidade registrado na história da rodovia.

O ônibus transportava pacientes da cidade de Altônia até Umuarama, para realização de consultas médicas e exames oftalmológicos. Para quem sai de Altônia com itinerário Umuarama a rota convencional e de menor distância até o ponto de destinio é via Pérola-Xambrê. O coletivo seguia no sentido Iporã-Cafezal-Perobal. Familiares das vítimas ainda aguardam por uma resposta mais convincente por parte das autoridades responspáveis pela investigação.

Segundo informações, uma reconstituição do acidente ainda poderá ser feita para elucidar pontos controversos.  A posição dos veículos no momento do impacto tem gerado questionamentos sobre versões inicialmente apresentadas.
(Redação)

Fotos: Divulgação | Local do acidente na PR-323.
Foto: Divulgação | O ônibus sinistrado na rodovia foi adquirido no ano anterior.

 

 

=> O ônibus acidente era novo, adquirido no ano anterior.

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.