Umuarama

Choveu 350 milímetros em Umuarama

(Editoria)

Em uma semana choveu cerca de 350 milímetros em Umuarama. As precipitações do final de dezembro e início de janeiro danificaram quilômetros de estradas em leito natural (sem asfalto) e afetaram também o pavimento nas rodovias da região e no perímetro urbano. A quantidade e o tamanho dos buracos nas ruas e avenidas da cidade aumentaram consideravelmente por conta do excesso de umidade.

Conforme dados da Estação Meteorológica da Cocamar, o mês passado registrou volume de chuvas bem acima da média história para o período. Foram 260 mm, enquanto o normal para dezembro é 176,8 mm. Janeiro também começou com alto índice de chuvas. Em apenas dois dias, a estação meteorológica da Cocamar registrou 113 mm enquanto no Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), no Parque de Exposições Dario Pimenta Nóbrega, a estação mediu 90mm de chuvas entre as 9h do dia 1º e as 17h30 de terça-feira (2).

Com tanta água as estradas não resistiram. Houve rompimentos em alguns trechos e muita lama acumulada sobre as vias. A ponte sobre o Ribeirão, Pinhalzinho Parque das laranjeiras) ruiu e foi interditada totalmente. O secretário de Serviços Rodoviários, Mauro Liutti, está com equipes de homens e máquinas trabalhando em vários pontos.

O levantamento dos estragos ainda não foi concluído, mas já sabe que há problemas em quase todas as estradas rurais do município, que somam mais de 500 km. “É uma extensão bem considerável, com a agravante do tipo de solo típico desta região, que é pouco resistente e de fácil erosão”, acrescentou Liutti. “Mesmo assim, estamos agindo com rapidez para que o trânsito seja restabelecido com segurança o quanto antes, em todas as vias”, completou.

Na cidade, a Secretaria Municipal de Obras também tem equipes de plantão realizando serviços emergenciais nos pontos mais críticos. A Prefeitura vai empregar força máxima na recuperação dos estragos a partir da próxima segunda-feira (8), com o fim do recesso administrativo e das férias coletivas dos servidores municipais.

Foto: Divulgação | Chuvas intensas danificaram pontes, vias urbanas e estradas rurais.

 

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.