Região

TRE construiu uma usina de energia solar em Paranavaí

A cúpula diretiva do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná vai inaugurar neste dia 28 de junho, em Paranavaí, a usina fotovoltaica. Trata-se do maior empreendimento de geração de energia solar de um órgão público brasileiro.

Equipada com 6.200 placas solares, que produzirão 263 mil quilowatts/mês, a usina vai produzir 100% do consumo de energia elétrica do TRE-PR, que é em média de 255 mil quilowatts/mês.

Custo-benefício

A obra da Justiça Eleitoral do Paraná, iniciada em janeiro de 2018, em um terreno e 28 mil metros quadrados doado pela Prefeitura de Paranavaí, teve um custo total de R$ 9,6 milhões, dos quais 60% foram financiados com recursos próprios e 40% com emendas da bancada parlamentar do Estado. A energia produzida, que será abatida do consumo mensal do tribunal, será repassada para uma estação da Copel, situada a 800 metros do local.

Em cerca de três anos, o empreendimento estará pago, representando uma considerável economia para os cofres públicos e para o meio ambiente, pois trata-se de uma fonte de energia limpa e sustentável, que apesar do alto investimento inicial praticamente não requer manutenção.

Paranavaí foi a cidade escolhida para a construção porque reúne as melhores condições de incidência de raios solares no Paraná para uma usina fotovoltaica de grande porte.

Município localizado no Noroeste do Estado, a 505 km de Curitiba, sua população, estimada em 87.850 habitantes, cresceu vertiginosamente nos últimos anos, em especial entre os universitários, consolidando a cidade como polo da educação superior da região. A mais recente conquista foi a instalação da reitoria da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR).

(Assessoria)

Foto: Milênio | A energia gerada pela usina será repassada à Copel. 

 

Foto: Milênio | Usina foi projetada com 6.200 placas solares.

 

 

Deixe uma Resposta