Umuarama

Obras de conservação de solo na bacia do Rio Piava

Em parceria com o Governo do Estado, a Prefeitura de Umuarama vem executando um programa de gestão de solos e água em microbacias que beneficia 11 agricultores familiares da microbacia do Córrego Jabuticaba, na Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Piava. O convênio objetiva desenvolver ações para sustentabilidade ambiental no sistema produtivo da microbacia, com práticas sustentáveis de conservação do solo, da água e do meio ambiente, minimizando os impactos ambientais da atividade agropecuária.

Pelo convênio são realizados serviços de terraceamento, proteção de APP (Área de Preservação Permanente), saneamento doméstico e adequações de carreadores. “O terraceamento é realizado com pá carregadeira e atende 11 agricultores familiares com 259 horas/máquina e conservação de uma área de 152 hectares”, informou o técnico agrícola Anderson Cleiton Quinaia, chefe de divisão na Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente.

Foto: Divulgação | Foco erosivo em solo.

O município conta com uma área agricultável de 119,4 mil hectares, explorados com culturas anuais (milho, mandioca, soja, cana-de-açúcar, olerícolas e outras) e permanentes (café, amora, citros, frutas diversas e silvicultura), e ainda 69,8 mil hectares com pastagens destinados à bovinocultura de corte e leite.

“Temos 5.740 produtores rurais, dos quais 1.200 são agricultores familiares com poucas condições financeiras e sem os equipamentos necessários para a condução de suas propriedades, de acordo com as recomendações de manejo e conservação de solos”, explica o agrônomo e diretor de Agricultura do município, Elídio Pavan.

Foto: Divulgação | Serviço de terraceamento.

Por estas razões, os recursos naturais não estão recebendo o devido cuidado, ocorrendo cada vez mais problemas com a erosão, assoreamento dos mananciais, redução na produtividade entre outros desafios. “É nesse contexto que o programa de gestão de solos e águas em microbacias que envolve a Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento (Seab), o Instituto Emater e a Prefeitura vem contribuir para a recuperação do meio ambiente e da fertilidade do solo, dando condições ao agricultor familiar de aumentar sua produtividade e renda e permanecer na propriedade”, completou o diretor.

Além disso, serão construídos 1.800 metros de cerca para proteção de mananciais em seis propriedades, implantado saneamento doméstico com a construção de fossas sépticas em três sítios e adequação de carreadores internos em cinco propriedades, totalizando 72 horas/máquina com extensão de 2 quilômetros.

A máquina foi contratada pelo município e a locação dos terraços também foi feita por técnico da Prefeitura, que utiliza sua estrutura para apoiar a implantação do convênio. “Nossa Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente tem um quadro de técnicos qualificados a orientar e acompanhar as ações do plano de trabalho.

O investimento é de R$ 87,5 mil, com contrapartida de R$ 2.625,00 do município e a participação O ativa do nosso pessoal, acompanhando o trabalho e prestando assistência técnica aos produtores.

Foto: Divulgação | Práticas de conservação de solo.

Outras áreas

A Prefeitura também conta com uma pá carregadeira disponível para atender pequenos produtores fora da APA do Rio Piava. Para acessar o serviço, o agricultor deve fazer requerimento de hora máquina na Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, e o atendimento será programado.

O município oferece o maquinário e operador, enquanto o produtor entra com o óleo diesel. Uma máquina é exclusiva para a área da APA e outra para atendimento rotineiro de pequenos produtores em outras regiões do município.

(Assessoria)

Foto: Divulgação | Área da Apa do Rio Piava.
Foto: Divulgação | Obras de conservação em 152 hectares.

Deixe uma Resposta