Paraná

Tribunal de Justiça reduzirá uso de copos descartáveis

Reduzir o uso de copos plásticos descartáveis nas dependências do Tribunal de Justiça do Paraná é o intuito da campanha ‘Traga sua caneca’. A partir de 2 de maio, tais copos deixarão de ser fornecidos aos servidores do Poder Judiciário paranaense – cada um deverá trazer sua própria caneca ou copo e se responsabilizar pela higienização do objeto. Os copos plásticos serão disponibilizados apenas em áreas frequentadas pelo público externo.

A iniciativa visa preservar o meio ambiente – evitando que toneladas de plástico sejam descartadas pelo TJPR – e está alinhada com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que, de acordo com a resolução 201/2015, vê a ação, já implantada em diversos tribunais brasileiros, como uma boa prática institucional.

Milhões de copos

Por ano, mais de 8 milhões de copos descartáveis são usados pelo público interno e externo nas dependências do Judiciário estadual. Assim, a redução do uso de copos plásticos é positiva para a Administração Pública, pois com essa atitude o TJPR diminuirá o gasto com esses materiais. Além das vantagens ambientais e econômicas, a ação busca proteger a saúde de todos aqueles que trabalham no Tribunal, alertando-os, durante a campanha, sobre a presença de substâncias tóxicas nos copos plásticos descartáveis. Isso porque eles, muitas vezes, são fabricados com poliestireno – uma substância prejudicial à saúde, que pode ser liberada quando em contato com líquidos quentes.

A Presidência do TJPR considera que mudanças, tanto institucionais quanto culturais, tendem a não ser fáceis e demandam esforços por parte da Administração, que deve levar em conta os benefícios gerados para os jurisdicionados, para os servidores e para a sociedade como um todo.

(Assessoria)

Foto: Ilustrativa | TJ: Mais de 8 milhões de copos por ano.

 

Foto: Divulgação | Servidores do TJ devem trazer canecas de casa.

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.