Política

Claudio Palozi é autor de 16 projetos transformados em lei

Bacharel em Direito e professor da Rede Pública Estadual desde 1981, Claudio Palozi (PSC) se elegeu deputado estadual em 2014 e levou para a Assembleia Legislativa  uma grande bagagem política. O parlamentar apresentou 49 Projetos de Lei, sendo 16 transformados em Lei.

Sua carreira política teve início em 1983, quando se elegeu para uma vaga de vereador na Câmara Municipal de São Jorge do Patrocínio, município da região Noroeste do Paraná localizado na divisa com o Mato Grosso do Sul.

Nessa primeira incursão na carreira política, chegou à presidência do Legislativo Municipal no biênio 1985/1986. Detalhe: o mandato era então de seis anos. Em 1989 elegeu-se prefeito, reelegendo-se para mais três gestões (1997/2000; 2005/2008 e 2009/2012). Sua administração conseguiu destaque nacional em Gestão Fiscal, Assistência à Saúde, Agropecuária, Educação, Geração de Empregos, Meio Ambiente e Urbanismo.

No ano 2004 – na condição de suplente – assumiu interinamente durante 4 meses a vaga do deputado estadual Duílio Genari, que se afastou temporariamente para tratamento da saúde.

Na sua região presidiu o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Associação dos Municípios de Entre Rios (Amerios), a própria Amerios, e o CORIPA – Consórcio Intermunicipal para Conservação do Remanescente do Rio Paraná e Áreas de Influência. Este último por oito anos, que lhe permitiram um trabalho intensivo na área ambiental.

Em 2012 Palozi recebeu o Prêmio Prefeito Amigo da Criança, na categoria Reconhecimento Pleno. Trata-se de uma premiação promovida pela ABRINQ para evidenciar administrações que mais se destacaram em políticas de proteção e bem-estar de crianças e adolescentes. Essa e outras premiações, além dos números do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (IPARDES) que apontam São Jorge do Patrocínio como o município que mais reduziu a pobreza no período de 2006 a 2012, ajudam a explicar a eleição de Palozi para a Assembleia Legislativa em 2014, com quase 40 mil votos, tendo por base uma cidade com pouco mais de seis mil habitantes.

Eleito líder do Bloco Parlamentar Agropecuário da Casa, dedicou-se a buscar recursos para o setor, lutar pelos interesses dos produtores rurais e de outras categorias.

Projetos

Foi autor de 49 Projetos de Lei até 2017. Destes, 16 já transformados em Lei. O próprio Palozi destaca entre suas proposições o Projeto de Lei nº 122/2018, já aprovado pelos parlamentares e no aguardo da sanção governamental, instituindo o Plano Estadual de Florestas Plantadas, vinculado a Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; o projeto de lei nº 440/2015, que garante a reserva de 10% de vagas nos cursos de graduação em ciências agrárias de instituições públicas estaduais de educação superior e nas instituições estaduais de ensino técnico de nível superior, para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas e sejam filhos de agricultores que vivem em regime de economia familiar; e o projeto de lei nº 351/2015, transformado na Lei Estadual nº 18.775/2016, que obriga os estabelecimentos em geral a utilizarem papel de qualidade suficiente e necessária à durabilidade por no mínimo cinco anos das informações impressas nos comprovantes ao consumidor.

Palozi disputou a reeleição em 2018, mas os 22.691 votos obtidos não foram suficientes para garantir-lhe um novo mandato. Mesmo assim, ele aponta o último pleito como de importância histórica para o Estado e para o País, pelas inovações e circunstâncias em que se deu.

(Sandra C. Pacheco)

Foto: Reprodução | Claudio Palozi.

Deixe uma Resposta