Região

Ovo de Emu aparece em Cruzeiro do Oeste

(Editoria)

Um ovo gigante de uma ave australiana chamada Emu foi encontrado na cidade de Cruzeiro do Oeste na tarde de quinta-feira (12). O objeto estranho foi recolhido por soldados do Corpo de Bombeiros Municipal e levado ao quartel, para posterior destinação final.

Segundo os bombeiros de plantão, eles foram acionados para buscar o ‘objeto’ um tanto inusitado no bairro Jardim Cruzeiro. O solicitante informou que em frente ao portão de uma residência encontrava-se um objeto ‘meio diferente’. Ao chegarem ao local indicado foi verificado que se tratava de um ovo grande, muito difícil de ser encontrado nessa região. Então os soldados pesquisaram e foi confirmado que se trata do ovo de um Emu australiano.

O fato despertou a curiosidade de algumas pessoas. Mas no site Mercado Livre essa ave é oferecida para venda no Brasil ao preço de R$ 4 mil, valor que pode ser parcelado em até 12 vezes.

Emus são aves de cor castanha, de penas macias, que alcançam de 1,5 a 2,0 metros de altura e pesam até 60 quilos, com o macho marginalmente menor. É a maior ave nativa da Austrália e a segunda maior do mundo, atrás da Avestruz. São nômades oportunistas e seguem a chuva. São onívoros e se alimentando de grãos, folhas, frutas, insetos e o que mais for disponível. Eles são capazes de viajar a grandes distâncias em um trote rápido e econômico e, que se for necessário, pode correr a 50 km/h. Tendem a viver de 10 a 20 anos em estado selvagem, no máximo 30 anos.

O Emu vive na maioria das regiões menos povoadas da Austrália continental. Sua população total varia de década em década de acordo com o regime de chuvas. De tão pouco como 200.000 indivíduos a até 1.000.000, com um valor médio em torno de 500.000 indivíduos. Embora não sejam mais encontrados nas densamente povoadas áreas agrícolas do sul e sudoeste, a provisão de água perene nas regiões áridas tem permitido a espécie estender seu território. Existem atualmente três espécies na Austrália.

O casal cruza a cada um ou dois dias e, todo segundo ou terceiro dia, a fêmea põe um ovo verde escuro, muito grande e de casca grossa, pesando cerca de meio quilograma. O macho fica choco por volta do sétimo ovo e começa a chocar os ovos. Daí em diante, ele não come, bebe ou defeca, e só levanta para virar os ovos, que ele faz cerca de 10 vezes por dia.

Pelas próximas oito semanas, ele sobreviverá da gordura corporal acumulada e qualquer orvalho da madrugada que ele possa alcançar do ninho, perdendo até um terço de seu peso e ficando cada vez mais fraco e confuso.

A fêmea continua pondo ovos, mas não cruza mais com o macho depois que ele começa a chocar os ovos.

Fonte: (Pesquisa Enciclopédia Wikipédia)

Foto: Internet | Emu e os ovos produzidos pela ave.
Foto: Divulgação | Ovo de Emu.
Foto: Divulgação | O ovo de Emu encontrado em Cruzeiro do Oeste.

 

Deixe uma Resposta