Umuarama

Técnicos de 21 municípios reforçam trabalho intersetores em Umuarama

(Assessoria)

Para fortalecer os laços intersetoriais, o Escritório Regional da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social (Seds), de Umuarama organizou um encontro com 82 técnicos da assistência social, da saúde e da educação de 21 municípios. O evento ocorreu no dia 8 de março, no auditório da Universidade Paranaense (Unipar) Campus 3.

A rede de proteção e garantia de direitos não é composta apenas pela assistência social. Para que haja efetividade de atendimento para as famílias em situação de risco e vulnerabilidade social, outras áreas também estão presentes, como saúde, educação, trabalho e habitação

Segundo o chefe do Escritório Regional, Pedro Pinheiro, o principal assunto foi o serviço de acolhimento da criança e do adolescente. “Compartilhar as experiências é fundamental, porque falamos sobre dificuldades, problemas e iniciativas para melhorar o acompanhamento”, explicou Pinheiro.

“Quando a rede de proteção tem um dos elos quebrados ou defasado, ela compromete todo o serviço. Precisamos trabalhar com a prevenção e ter uma rede articulada e sincronizada para evitar situações de violência e violação de direitos”, afirmou Pedro Pinheiro.

O evento contou com estudos de casos reais e troca de experiências. Outros assuntos tratados na ocasião foram as ações realizadas pela Proteção Social Especial nos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas).

De acordo com a coordenadora da Proteção Social Especial da Seds, Juliany Santos, qualificar os profissionais por meio de reflexão e avaliação das ações realizadas permite a melhor programação das atividades futuras. “E isso reflete em encaminhamentos mais adequados, no olhar mais humano e no atendimento completo às famílias”, salienta Juliany.

A Proteção Social Especial atende famílias e indivíduos que vivem em situação de risco e já sofreram alguma violência ou violação de direitos. O principal serviço oferecido é a Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (Paefi), voltado às pessoas que enfrentaram situações de violência, afastamento do convívio familiar devido à aplicação de medidas de proteção, trabalho infantil, situação de rua e abandono, entre outras circunstâncias similares.

Além dos técnicos e gestores da rede socioassistencial, participaram profissionais ligados à saúde mental, secretários municipais, trabalhadores da área da educação e representantes de entidades de acolhimento como abrigos e Casas-Lar.

Foto: Divulgação | Os técnicos se reuniram no auditório da Unipar Campus 3, em Umuarama.
Foto: Divulgação | O Encontro serviu para estudos de casos reais e troca de experiência na área.

 

Deixe uma Resposta